Novo programa de Jeremy Clarkson pode se chamar Gear Knobs

Relembre a saga do antigo trio de Top Gear nos últimos meses

entretenimento entretenimento

entretenimento (/)

O novo programa de Jeremy Clarkson, James May e Richard Hammond já pode ter tido seu nome definido. Em matéria publicada pelo site BuzzFeed, foi revelada a informação de que Olswang LLP, empresa de advocacia que já prestou serviços a Clarkson em algumas oportunidades, registrou o nome Gear Knobs em junho deste ano. O termo, que pode ser traduzido como “manopla de câmbio”, seria condizente com um programa sobre carros.

Na mesma data, foi registrada a marca “Gear Nobs”, um pouco mais humorística – já que “nob” em inglês é uma expressão informal para “almofadinha”. Pouco tempo depois, no dia 28 de junho, a empresa registrou “Speedbird”. Com isso, o escritório tem os direitos dos nomes não apenas para programas de TV, mas para diversos tipos de merchandising.

Como já foi revelado, o novo programa do trio será exibido pela plataforma Amazon Prime. Os apresentadores firmaram contrato de três temporadas, com 12 episódios previstos para cada uma delas. O valor pago pelo vínculo é de US$ 250 milhões, sendo que o montante destionado a Clarkson seria de US$ 15 milhões.

jeremy-clarkson.jpeg jeremy-clarkson.jpeg

jeremy-clarkson.jpeg (/)

Relembre o imbróglio

Em 2002, Jeremy Clarkson foi um dos responsáveis pelo novo formato do programa Top Gear, veiculado pela BBC. A partir de então, o bem-humorado e polêmico jornalista conduziu testes, entrevistas e desafios em todo o planeta, firmando Top Gear como o mais prestigiado programa do gênero no mundo.

Logo, Clarkson ganhou parceiros também populares, James May e Richard Hammond. O trio permaneceu junto até março deste ano, quando chegava ao fim a 22ª temporada. Foi então que um escândalo abalou as estruturas do programa: Clarkson havia agredido um dos produtores física e verbalmente após uma gravação.

Imediatamente, a BBC suspendeu o apresentador e continuou investigando o caso. Duas semanas depois, a emissora anunciou a demissão de Clarkson, alegando que não poderia manter na equipe alguém que causou uma situação tão ofensiva. Lembremos: em 2014, o jornalista já havia se envolvido numa grande polêmica, ao usar uma expressão de cunho racista durante uma gravação.

clarskon-may-hammond-amazon.jpeg clarskon-may-hammond-amazon.jpeg

clarskon-may-hammond-amazon.jpeg (/)

Confirmada sua saída, os parceiros May e Hammond foram escalados para concluir as filmagens finais da temporada. De fato, ambos fecharam as chamadas dos últimos três episódios e, na sequência, rejeitaram uma renovação de contrato com a BBC. O discurso sempre foi o mesmo: o programa só fazia sentido com os três apresentadores juntos. Assim, no fim de julho, a Amazon anunciou o acordo, que prevê o lançamento do primeiro episódio em 2016.

Apesar de sua personalidade polêmica, Jeremy Clarkson é referência global quando o assunto é avaliação automotiva. O colunista de QUATRO RODAS chegou a ser considerado uma das personalidades britânicas que os motoristas mais gostariam de ter ao lado numa viagem de carro (primeiro colocado entre os homens e segundo colocado, atrás de David Beckham, entre as mulheres).

VEJA MAIS– Coluna do Jeremy Clarkson– Detalhes sobre o novo programa de Clarkson/Hammond/May

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s