Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Novo Hummer elétrico é tão pesado que exigirá CNH do tipo C no Brasil

Nos EUA, os altos números de peso, potência e desempenho têm levantado dúvidas sobre a segurança do modelo

Por João Vitor Ferreira 15 jun 2021, 12h23

 

Nova GMC Hummer EV SUV
DIvulgação/GMC

GM divulgou recentemente o peso do novo Hummer elétrico: vazio, o “brutamontes” tem 4.103 kg. Ou seja, quando chegar ao Brasil pelas mãos de importadoras independentes (que já prometeram isso), exigirá que seu proprietário tenha CNH da categoria C.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Isso porque o peso do modelo ultrapassa em exatamente 603 kg o limite para a habilitação do tipo B, mais comum entre os brasileiros que permite dirigir automóveis de até 3.500 kg. Por outro lado, os americanos terão esse problema. Por lá, um motorista com carteira equivalente à categoria B brasileira, pode dirigir veículos de até 10.000 libras, algo próximo aos 4.536 kg.

Assoalho plano acrescenta estabilidade e rigidez mesmo com o teto removido
Nova Hummer EV possui placas e escudos embaixo do assoalho para protejer as baterias nos terrenos mais hostis. Mas será que os tripulantes estarão tão seguros quanto as baterias? Divulgação/GMC

Porém, não se engane ao pensar que tanto peso afetará o desempenho. O Hummer não é só pesado, ele também é potente e (muito) rápido. Com 1.000 cv e quase 1.590 kgfm de torque, o grandalhão consegue atingir os 100 km/h a partir do 0 em apenas 3,5 segundos na versão SUV e 3 segundos na versão picape.

O tamanho do modelo também é colossal: o elétrico tem 2,05 metros de altura, 5 m de comprimento, 2,38 m de largura e 3,21 m de entre eixos. Assim, seus números superlativos combinados a tanta potência e velocidade, porém, têm gerado dúvidas sobre sua segurança.

 

GMC Hummer EV traseira
GMC/Divulgação

Em uma entrevista ao site americano InsideEVs, o presidente da Safety Research & Strategies, Sean Kane, mostrou estar preocupado com as especificações do Hummer EV: “O que acontece quando algo dá errado em um veículo que pesa 4.000 quilos e tem esse tipo de capacidade de aceleração? Estou observando isso com meu olhar de todos os dias, de que as coisas podem dar errado – porque podem e vão.”

“Isso é uma enorme quantidade de força e uma enorme quantidade de massa para se ter controle. Minha suspeita é que a maioria dos motoristas terão alguns desafios com ele. Só porque podemos, não significa que devemos”, completou Sean Kane.

Continua após a publicidade
  • GMC Hummer SUV EV imagem frontal
    Divulgação/GMC

     

    Jason Levine, diretor do Center of Auto Safety, tem mesma opinião de Kane: “A realidade é que qualquer veículo com essa altura e peso, sem os recursos de segurança avançados adequados, é potencialmente muito perigoso para os usuários vulneráveis ​​das estradas, independentemente de como seja alimentado [combustão ou elétrico]. Dito isso, diminuir o tempo que esse veículo leva para acelerar não aumentará a segurança ”.

    Um terceiro especialista entrevistado pela InsideEVs, Joseph Young, diretor de relações com a mídia do Insurance Institute of Highway Safety (IIHS), explica que dirigir em altas velocidades aumenta os riscos de provocar um acidente, já que o tempo para reação é menor. E devido à grande massa do veículo, o tempo de frenagem pode ser bem maior do que o de um carro mais leve.

    The GMC HUMMER EV SUV debuts in the low-contrast Lunar Shadow interior and includes a spacious cargo area and an architecturally inspired cabin.

    Contatada pelo veículo de imprensa americano, a GM respondeu que a Hummer EV ainda está em fase de testes e que os resultados não podem ser divulgados. A montadora ainda acrescentou que a segurança é a maior prioridade da empresa e que o GMC Hummer EV atenderá ou excederá todos os padrões de segurança.

    A GM também enviou uma lista com todos os recursos padrão de segurança do Hummer. Todas as versões incluirão de fábrica sinal de segurança para pedestres, gerador de som externo automatizado em baixas velocidades, detector de pedestres com frenagem automática, sensores traseiros, alerta de tráfego cruzado traseiro com frenagem e assistência de estacionamento automática aprimorada (inclui direção semiautomática, aplicação de frenagem limitada, assim como mudança de marcha para uma vaga de estacionamento paralela ou perpendicular detectada).

    São 499,9 cm de comprimento (com estepe), 238 cm de largura, 321,8 cm de entre-eixos, 40,6 cm de vão livre e ângulo de ataque de 49,6º

    Segue com alerta de ponto cego lateral, indicador de distância do veículo à frente, alerta de colisão frontal, IntelliBeam (liga e desliga o farol alto automaticamente), frenagem automática de emergência aprimorada, frenagem automática reversa, reconhecimento de sinal de trânsito, alerta de segurança no assento e assistente de permanência em faixa, com avisos visuais, sonoros e correção ativa do volante.

    A GM ainda tem tempo suficiente para testar e aprovar todos os equipamentos de segurança. A versão topo de linha, chamada de Edition 1, será a primeira a ser lançada, chegando às ruas no início de 2023. Já as duas intermediárias, EV2X e EV3X, chegarão no segundo trimestre de 2023. A versão EV², mais básica, tem lançamento marcado para o mesmo período de 2024. 

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Capa Quatro Rodas 745 maio 2021
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade