Fiat Cronos: confira todas as versões e equipamentos

Com um belo design, amplo porta-malas e as mesmas qualidades do Argo, ele chega às lojas ainda em fevereiro

Dianteira tem mudanças no capô, grade e para-choques (divulgação/Fiat)

Lançado em junho do ano passado, o Argo já é um relativo sucesso: nos últimos dois meses, foi o 8º modelo mais emplacado no Brasil.

Qualidades como o desenho atraente e o acabamento herdado da Jeep são mantidas no Cronos, sua versão sedã, oficialmente apresentada hoje pela Fiat.

Entre-eixos é o mesmo do Argo (divulgação/Fiat)

Muito além do porta-malas, as mudanças começam pela dianteira. O capô possui um par de vincos extras e termina um pouco mais avançado em relação à grade, que também é exclusiva, com a parte negra em forma de ondas senoidais.

O para-choque também ficou um pouco diferente, com grade mais afilada e faróis de neblina reposicionados.

Preços ainda não foram revelados, mas devem ficar R$ 4 mil acima do Argo (divulgação/Fiat)

Porta-malas é bem espaçoso: 525 litros (divulgação/Fiat)

O entre-eixos de 2,52 metros do Argo foi mantido, mas o comprimento passou para 4,36 metros, garantindo um amplo porta-malas de 525 litros. As portas traseiras foram alongadas, e o banco traseiro teve de ser redesenhado para se adequar à nova carroceria.

O resultado final do design da traseira ficou equilibrado e elegante, com lanternas de led bipartidas que dão um ar mais requintado. Já o espaço interno para os passageiros permanece o mesmo, o que não é mal.

Versão Drive é a mais simples, com motor 1.3 Firefly (divulgação/Fiat)

Portas traseiras foram redesenhadas (divulgação/Fiat)

O Cronos começa a chegar nas lojas no final de fevereiro. Apesar da divulgação das versões e equipamentos, os preços ainda não foram informados.

Cabine do Cronos mantém elementos da Jeep (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Banco traseiro foi redesenhado para se adequar ao três volumes (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Fontes ligadas à marca estimam que o sedã representará um acréscimo de R$ 4.000 sobre o valor das versões equivalentes do Argo.

Caso isso se confirme, os preços do Cronos (sem opcionais) partirão de R$ 59.000 até chegar nos R$ 72.000, enquanto o VW Virtus ficará entre R$ 59.990 e R$ 79.990

Versão Preço
Cronos Drive 1.3 MT R$ 59.000
Cronos Drive 1.3 GSR R$ 64.000
Cronos Precision 1.8 MT R$ 66.000
Cronos Precision 1.8 AT6 R$ 72.000

As configurações Drive são equipadas com o motor 1.3 Firefly de quatro cilindros, 109 cv e 14,2 mkgf (com etanol), enquanto as Precision trazem o 1.8 E.torQ com até 139 cv e 19,3 mkgf.

Motor 1.8 aspirado do Cronos tem concepção antiga, mas rende bons 139/135 cv (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Além do câmbio manual de 5 velocidades, a motorização 1.3 pode ser equipada com o câmbio automatizado GSR (uma evolução do Dualogic), enquanto a 1.8 tem como opção um câmbio automático convencional de 6 marchas.

O test-drive do Cronos organizado pela Fiat em janeiro, em Córdoba, na Argentina, permitiu uma tomada de impressões mais completas apenas da versão topo de linha, Precision 1.8 automática – em breve teremos os testes feitos em nosso campo de provas, em Limeira (SP).

Assim como o Argo, o Cronos tem um acerto macio de suspensão. Mas a engenharia da marca italiana se apressa em destacar que molas e amortecedores são próprios, com calibragem para se adequar à massa e dinâmica do sedã.

Painel da versão Precision tem tela central colorida (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Ao volante, o Cronos repete o bom equilíbrio entre conforto e estabilidade do Argo. No limite de contorno das curvas de raio longo, a tendência é sair de frente, mas a carroceria inclina em nível aceitável, que não bota medo.

Nas frenagens mais fortes, repetição do bom equilíbrio: a dianteira até mergulha, mas a traseira não flutua, se mantendo sob controle. Os pneus de perfil baixo (205/45 R17, opcionais), no entanto, fazem com que parte das imperfeições do asfalto cheguem à cabine em nível pouco acima do ideal.

A Fiat afirma que, com etanol, o Cronos 1.8 AT6 faz de 0 a 100 km/h em 9,9 segundos, com máxima de 196 km/h. O consumo (desta vez com gasolina) seria de 10,3 km/l na cidade e 13,3 km/l na estrada.

Confira abaixo as quatro versões iniciais e seus equipamentos de série:

Cronos Drive 1.3 MT

Itens de série:

– central multimídia Uconnect Touch de 7 polegadas
– volante com comandos de áudio e telefonia
– segunda porta USB para os passageiros traseiros
– ar-condicionado manual
– direção elétrica
– vidros elétricos (na dianteira)
– painel de instrumentos com display TFT de 3,5 pol.
– sistema iTPMS de monitoramento da pressão dos pneus
– banco do motorista com ajuste de altura
– cinto de segurança de três pontos e apoio de cabeça para os cinco passageiros


Cronos Drive 1.3 GSR

Itens de série: tudo do Drive 1.3 MT mais…

– câmbio automatizado GSR de cinco marchas com modo Sport e paddle shifts
– sistema Start-Stop
– controle de velocidade de cruzeiro
– apoio de braço para o motorista
– vidros traseiros elétricos
– retrovisores elétricos com tilt-down e repetidores de seta
– controles eletrônicos de estabilidade e tração
– hill-holder


Cronos Precision 1.8 MT

Itens de série: tudo do Drive 1.3 GSR (menos o câmbio GSR e o cruise control) mais…

– faróis com luz de posição de leds
– rodas de liga leve de 16 polegadas
– faróis de neblina


Cronos Precision 1.8 AT6

Itens de série: tudo do Precision 1.8 MT mais…

– câmbio automático de seis velocidades
– volante com paddle shifts
– cruise control
– volante revestido de couro
maçanetas e frisos das portas cromados

Faixa central do painel, na cor vinho. No Argo, o aplique é o mesmo, mas em tom prateado (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Além disso, há uma série de pacotes de opcionais para todas as versões. No caso das versões Precision, isso pode incluir:

– airbags laterais
– câmera de ré
– display TFT de 7 polegadas no painel de instrumentos
– ar-condicionado digital
– espelho retrovisor interno com sensor de ofuscamento
– espelhos retrovisores externos com rebatimento elétrico e puddle lamps
– sensores de chuva e de luminosidade
– bancos de couro
– rodas de liga leve de 17 polegadas.

Lanternas traseiras lembram as do Audi A3 (divulgação/Fiat)

Com todos os opcionais possíveis, além de pintura metalizada ou perolizada, o preço do Cronos Precision 1.8 AT6 deverá pular de R$ 72.000 para R$ 82.000.

Quer saber como o Fiat Cronos se sai na briga com o seu principal rival, o VW Virtus? Assinantes do site da QUATRO RODAS já podem ler o comparativo entre os dois modelos – clique aqui para acessá-lo!

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Lauro Agrizzi

    Parece bonito e com acabamento de qualidade.

  2. Na reportagem diz “Cronos Precision 1.8 AT6 deverá pular de R$ 72.000 para R$ 82.000” qualquer cidadão que tenha bom senso compra o Nissan Sentra pelos mesmos 82 mil, sendo que leva muito mais espaço, conforto, qualidade do motor, do câmbio, etc. Ou seja, os valores de cronos e virtus estão muito altos para esta categoria.

  3. Moises Augusto

    Depois que o Andre2110 falou do sentra, fui olhar e fiquei impressionado a diferença do sentra para estes carros e com o mesmo preço. Será que alguém vai comprar esses carros completos por 82k ? só louco