Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Nova geração do Sandero vai mal em teste de impacto na Europa

Terceira geração do compacto conseguiu apenas duas estrelas em teste feito pela Euro NCAP e órgão aponta 'falta de vontade' da montadora

Por Igor Macario Atualizado em 13 Maio 2021, 13h55 - Publicado em 14 abr 2021, 19h33
sandero
Sandero perdeu pontos na proteção a pedestres e em equipamentos de segurança Euro NCAP/Divulgação

O Sandero ganhou uma nova geração na Europa, com direito a uma nova plataforma derivada do Renault Clio, mas continua enfrentando problemas na hora de ter sua segurança testada. O novo Sandero passou pelos ensaios da última bateria de testes do Euro NCAP, que também jogou contra a parede (e outros obstáculos) os novos Volkswagen ID.4 e Skoda Enyaq. O Sandero fechou a conta com apenas duas estrelas.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Segundo a entidade, o problema nem está tanto na proteção aos ocupantes dentro do carro, onde o modelo conseguiu 70% de proteção para adultos e 72% para crianças. Mas perdeu pontos para proteção a pedestres e em equipamentos de segurança ativa, categorias onde conseguiu apenas 41 e 42% respectivamente.

sandero
Sandero foi relativamente bem na proteção aos ocupantes Euro NCAP/Divulgação

O Euro NCAP até declarou que, se fossem considerados apenas os resultados do teste de colisão, o Sandero teria potencial para chegar a quatro estrelas, ainda uma abaixo da nota máxima.

Segundo o órgão, “um resultado de duas estrelas mostra pouca ambição da marca, mesmo para um produto de baixo custo”. Ainda de acordo com o NCAP, a tecnologia já evoluiu e os novos modelos vêm usando de mais artefatos para evitar acidentes.

sandero
Euro NCAP considerou ineficientes os esforços da Dacia para tornar modelo seguro Euro NCAP/Divulgação

Para o secretário geral do Euro NCAP, Michiel van Ratinger, a decisão da Dacia, fabricante romena responsável por Sandero e Logan europeus, de não oferecer uma câmera para detectar pedestres ou veículos à frente é decepcionante. “A Dacia também sabe que seus carros logo terão que atender às novas Regras Gerais de Segurança”, completou o executivo.

  • Na mesma bateria de testes, ID.4 e Enyaq conseguiram a nota máxima, que também gerou comentários positivos da entidade. “Skoda e VW, por outro lado, mostraram o que pode ser conseguido, e aplaudimos as marcas por oferecer a seus consumidores o maior nível de segurança possível”.

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    CAPA 743
    Arte/Quatro Rodas
    Continua após a publicidade
    Publicidade