Nós já vivemos o futuro da mobilidade

Welcome Tomorrow Mobility Conference, que acontece em outubro, mostrará que a mobilidade já evoluiu muito

BMW i3 Serviços de carsharing como o Urbano já são realidade no Brasil

Serviços de carsharing como o Urbano já são realidade no Brasil (Divulgação/BMW)

Montadoras interrompendo a fabricação de carros à combustão e investindo grandes quantias no desenvolvimento de tecnologias autônomas, empresas criando plataformas de carsharing entre seus colaboradores e desenvolvendo aplicativos de carona como parte do seu plano de mobilidade. Não parece, mas o futuro da mobilidade já chegou.

É sobre esse futuro que a Welcome Tomorrow Mobility Conference 2018 vai falar nos dias 29, 30 e 31 de outubro, no WTC de São Paulo.

O evento promete debater os principais pontos capazes de transformar a forma como nos locomovemos, pensando em como devolver mais tempo à nossa vida através da nossa mobilidade.

Cases de mobilidade, tecnologia, propósito e inovação que estão mudando o mundo em que vivemos são algumas das pautas do evento. A tecnologia aliada à mobilidade está transformando a a medicina, a educação, o mercado de trabalho e a forma como nos locomovemos.

As cidades do futuro e a inovação promovida pelas startups também serão debatidas durante os três dias de evento, incentivando as discussões da construção de um novo mundo.

Nissan Leaf O Nissan Leaf foi nosso primeiro elétrico no teste de Longa Duração, em 2015

O Nissan Leaf foi nosso primeiro elétrico no teste de Longa Duração, em 2015 (Acervo/Quatro Rodas)

A WTM18 trará palestras sobre esses temas, além de promover experiências capazes de transformar a mentalidade de quem passa por lá, materializando a mobilidade que antes parecia exclusiva do futuro – e que agora já está no nosso dia a dia.

Com um time de 100 palestrantes – Flavio Tavares (PARAR), Fabio Coelho (Google) e Alejandro Furas (Latin NCAP) integram o time –, três palcos, dezenas de espaços de conteúdos simultâneos, os três dias de WTM18 prometem ser o maior evento de mobilidade já promovido no planeta.

O futuro dos modais

Entre os assuntos, o futuro dos modais será destaque na WTM18. A inovação é chave no desenvolvimento de novos modais e na reinvenção dos modais que já estamos acostumados.

Quando, em outubro de 1908, a Ford anunciou que lançaria o Ford T para venda em larga escala, deu também um passo rumo ao futuro da mobilidade. Os carros à combustão, que antes eram produzidos artesanalmente e eram difíceis de dirigir davam espaço a um modelo democrático, com um preço acessível e que podia ser pilotado por qualquer um.

Agora, em uma era onde a mobilidade se mostra cada vez mais acessível e democrática, é preciso reconhecer esses avanços.

Os carros elétricos já estão conquistando espaço no nosso dia a dia e no mercado de veículos no Brasil e no mundo. Hoje, são sete modelos disponíveis, elétricos e híbridos, no mercado brasileiro – entre as opções da BMW, da Toyota, da Ford, da Lexus e da Volvo, enquanto isso, outras marcas prometem ganhar espaço neste mercado: a Nissan, a Chevrolet e a BYD estão trabalhando para tornar seus modelos híbridos e elétricos nacionais.

mobilidade Serviços como Uber e 99 também são responsáveis por mudanças na mobilidade urbana

Serviços como Uber e 99 também são responsáveis por mudanças na mobilidade urbana (uber/Divulgação)

Mais que ganhar espaço no mercado, os elétricos estão prestes a conquistar as fábricas: a Volvo tem planos de interromper a produção de veículos à combustão até 2020.

Os autônomos também estão cada vez mais próximos de saírem do papel. Empresas como o Google, a Tesla e a Uber estão deslocando equipes inteiras para se dedicarem exclusivamente à produção de tecnologias para tornar os carros cada vez mais inteligentes e independentes – além de muito mais seguros. Mais que questionar como serão os carros, é preciso repensar sua utilidade.

As plataformas de carsharing, os aplicativos de mobilidade como a Uber e a 99, e os aplicativos de carona recolocam a necessidade dos automóveis no dia a dia das pessoas: mais que um modal, o que faz sentido é encará-lo como um serviço. Entre a geração Y, 62% dos jovens consideram desnecessário possuir um carro próprio – consideram mais efetivo (e barato) utilizar os aplicativos, por exemplo.

QUATRO RODAS é parceira oficial da WTM18 e está ajudando a fomentar as principais questões da mobilidade no Brasil e no mundo.

Os ingressos para o evento já estão a venda e podem ser adquiridas no link: https://bit.ly/2O4ivRK.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s