Clique e assine por apenas 8,90/mês

Morgan muda de geração após 70 anos! E troca motor do EcoSport por um BMW

Com 2.0 turbo de 258 cv emprestado do Série 3, esportivo retrô inglês tem opção de câmbio manual com seis marchas e chega a 100 km/h em 4,8 s

Por Gabriel Aguiar - 3 mar 2020, 19h15
Estrutura ainda mantém madeira, mas apenas para a carroceria Morgan/Divulgação

O Morgan Plus 4 chegou ao mundo em 1950 e, de lá para cá, pouco havia mudado: do visual à estrutura de aço com madeira, quase tudo era igual. Mas agora o inglês recebeu novo “esqueleto” de alumínio e motor 2.0 turbo do BMW 330i.

Só que reconhecer o esportivo atualizado não é tão simples. Primeiro, o nome agora é Plus Four, por extenso, enquanto os faróis com luzes diurnas de led e as entradas de ar sob a grade frontal só alertarão quem tiver o olhar (bem) atento.

Motor é igual àquele utilizado pelo BMW 330i Morgan/Divulgação

Mas se você acha que tradição é palavra de ordem para a Morgan, saiba que só 3% dos componentes da nova geração foram reaproveitados do esportivo anterior.

E, com isso, até o 2.0 16V com 170 cv de origem Ford – igual ao nosso EcoSport Storm – disse adeus.

Continua após a publicidade

O estilo retrô não te convenceu? O modelo tem 258 cv e 40,8 kgfm à disposição, que podem ser administrados pelo câmbio manual de seis marchas ou – como opcional – pelo mesmo automático de oito marchas utilizado no sedã alemão.

Entrada de ar abaixo da grade dianteira e faróis com leds entregam a novidade Morgan/Divulgação

A própria marca admite que o principal destaque do Plus Four é o acerto dinâmico, ainda que isso não signifique números decepcionantes de aceleração: são só 4,8 s no 0 a 100 km/h (5,2 s na opção manual) e velocidade máxima de 240 km/h.

Considerando que o esportivo tem apenas 1.007 kg de peso seco – o peso em ordem de marcha não é divulgado –, dá para entender por que o fabricante decidiu manter, apesar das evoluções, madeira como base para construção da carroceria.

Interior mantém inspiração no passado, mas há partida por botão Morgan/Divulgação

Batizada CX-Generation, a estrutura foi apresentada durante o Salão de Genebra 2019, na Suíça, quando o Morgan Plus Six, versão com motor V6 3.0 biturbo, estreou. E, assim como o irmão mais potente, o Plus Four ganhou (pasmem!) freios com ABS.

Continua após a publicidade

Entre os detalhes que remetem ao passado, além do desenho, há rodas raiadas como opcional, assim como um discreto sistema de som, com bluetooth, pensado para não destoar da decoração na cabine e ar-condicionado – que não vem de série.

Claro que toda esportividade tem preço, assim como a construção praticamente artesanal: no caso do Morgan Plus Four, são pelo menos 62.995 libras, que atualmente dariam R$ 362.284 em conversão direta. Aqui, o BMW 330i custa R$ 229.950.

Câmbio manual de seis marchas é oferecido para o esportivo Morgan/Divulgação
Publicidade