Clique e assine por apenas 8,90/mês

Novo Mercedes Classe C estreia sem data para chegar ao Brasil

Atualizações discretas incluem mudanças nos para-choques, faróis e interior com painel digital

Por Rodrigo Ribeiro - Atualizado em 14 fev 2018, 21h03 - Publicado em 14 fev 2018, 18h03
A parte de baixo do para-choque frontal e os elementos internos dos faróis são novos Divulgação/Mercedes-Benz

 

Para relembrar: esse é o Classe C atual Divulgação/Quatro Rodas

Algumas reestilizações dão um ótimo material para livros de sete erros. Tomemos como exemplo o novo Mercedes-Benz Classe C 2019. Nele mudaram para-choques, faróis, lanternas e até o painel de instrumentos. Mas, em um primeiro olhar, nem parece.

Na dianteira as entradas de ar inferiores foram redesenhadas e ganharam filetes laterais e uma grande tomada integral, nas versões sem e com estrela no capô, respectivamente. Os faróis agora podem adotar até 84 LEDs para criar um facho de luz totalmente adaptativo.

Troque as lanternas e o simulacro de extrator no para-choque traseiro e você pode transformar seu Classe C para a linha 2019 Divulgação/Mercedes-Benz

Na traseira as mudanças foram ainda mais discretas: as lanternas receberam um novo arranjo interno (formando um “C” com a luz de posição) e a parte inferior central do para-choque é nova.

Continua após a publicidade
Os arcos até enganam, mas o quadro de instrumentos é digital. O volante também mudou e, FINALMENTE, ganhou os comandos do controlador de velocidade – que até então eram uma haste na coluna de direção Divulgação/Mercedes-Benz

A cabine reserva a atualização mais perceptível: agora o Classe C pode ter painel de instrumentos digital, como o novo Classe A e o rival Audi A4.

O comando sensível ao toque entre os bancos agora vibra para confirmar as ações feitas pelo motorista Divulgação/Mercedes-Benz

A tela de 12,3 polegadas opcional é similar à ofertada em outros modelos da marca e pode ser associada à tela central de 10,25 polegadas.

As versões com estrela no capô também receberam novos para-choques frontais Divulgação/Mercedes-Benz

Uma mudança pontual vai ser notada pelos entusiastas: o Classe C perdeu o botão de partida removível e adota uma peça similar à usada no Classe E.

A versão perua do Classe C também não mudou quase nada, mas, cá entre nós: nem precisava Divulgação/Mercedes-Benz

Segundo a Mercedes, o botão removível era um pedido de clientes que ainda preferiam colocar a chave no miolo do painel e girá-la – ainda que esse processo não fosse mais necessário nos carros da empresa.

Continua após a publicidade

A Mercedes não deu detalhes do conjunto mecânico, mas confirmou a estreia de novos motores a gasolina e diesel, incluindo versões parcialmente híbridas e híbridas plug-in.

Questionada, a Mercedes-Benz do Brasil afirmou que não há planos no momento de estender a reestilização do sedã ao Classe C nacional.

Publicidade