Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Mercedes Arocs é caminhão 8×4 com potência (e preço) de esportivos AMG

Com 200 unidades já vendidas e que devem ser entregues em breve, o caminhão Arocs chega ao Brasil com peso bruto total de até 58 toneladas

Por Pedro Henrique Oliveira Atualizado em 25 out 2021, 15h03 - Publicado em 23 out 2021, 01h26
Mercedes-Benz Arocs marrom visto 3/4 de frente
O Arocs, novo caminhão da Mercedes-Bens, tem como foco atividades pesadas Divulgação/Mercedes-Benz

A Mercedes-Benz anunciou a chegada ao Brasil do seu mais novo caminhão pesado, o Arocs 8×4. Ele foi especialmente criado para ser usado em operações pesadas, como mineração, tem 58 toneladas de peso bruto máximo e custa a partir de R$ 1,1 milhão – um Mercedes-AMG GLE 63 S custa R$ 1.184.900. 

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 12,90

O caminhão teve 200 unidades vendidas antes mesmo do lançamento, muito em virtude dos testes de desenvolvimento feito junto a empresas que usam veículos deste tipo. Os executivos da Mercedes afirmaram que o modelo, que já existia na Europa, ganhou “uma série de características especiais” para atender as demandas do mercado nacional.

Dois Mercedes-Benz Arocs marrom e cinza vistos de cima
O motor do modelo entrega 510 cv e mais de 244 kgfm de torque Divulgação/Mercedes-Benz

O trem de força do Mercedes Arocs é composto pelo motor Mercedes-Benz OM 460 LA de 13 litros que entrega 510 cv (a potência de um Mercedes-AMG GLC 63, de R$ 895.900) e 244,7 kgfm. Conectada à motorização está a transmissão automatizada PowerShift G340 de 12 marchas. O câmbio foi desenvolvido com foco no desempenho off-road no Brasil.

Há três modos de operação. O Economy leva em conta condições leves de uso em trechos planos e com o caminhão vazio, assim o câmbio economiza combustível. O modo Standard considera situações de uso intermediário, ou seja, com pequenas rampas e o caminhão carregado. Por último, há o Power Off-road, modo de uso extremo que considera o modelo carregado e trechos íngremes e com pouca aderência.

Mercedes-Benz Arocs branco visto de lado
O caminhão tem, ao todo, 8,2 metros de comprimento Divulgação/Mercedes-Benz

O Arocs tem suspensões independentes. A dianteira é composta por molas parabólicas formadas por quatro lâminas assimétricas. Ela melhora a distribuição do peso da carga no veículo e deixa a suspensão mais confortável e estável.

Continua após a publicidade

Dois Mercedes-Benz Arocs marrom e branco vistos de frente
O caminhão pesado da marca alemã chega ao Brasil a partir de R$ 1,1 milhão Divulgação/Mercedes-Benz

As molas receberam foco no desempenho fora da estrada e o primeiro e o segundo eixo receberam barras estabilizadoras. Já na parte traseira, a suspensão tem as mesmas molas parabólicas, só que agora de 100 mm e reforçadas para melhorar a estabilidade do caminhão. 

Pneus do Mercedes-Benz Arocs visto de lado
O pneus são OTR focados em operações off-road e em condições extremas Divulgação/Mercedes-Benz

O caminhão vem equipado com freios a tambor e os sistemas eletrônicos ABS e ASR incorporam as funções Hill Holder e Hold. A primeira facilita a movimentação do Arocs em superfícies inclinadas, já a segunda é ativada quando o caminhão está parado e o motorista pisa no freio com mais afinco. Como se não fosse o suficiente, o modelo chega ao Brasil com retarder a óleo. Junto aos outros sistemas de frenagem, o retarder entrega algo em torno de 900 cv de frenagem, como se fosse um freio motor.

Mercedes-Benz Arocs marrom visto 3/4 de frente
A capacidade máxima de tração do modelo é de 150 toneladas Divulgação/Mercedes-Benz

É importante citar os dados de carga do Arocs. O peso bruto total é de 58 toneladas, mas permitido apenas em operações em trechos privados. Quando a carga útil máxima somada a carroceria, ele pode ter 45.853 quilos. A sua capacidade máxima técnica de tração é de 150 toneladas. 

Cabine do Mercedes-Benz Arocs
A cabine foi pensada ao estilo de célula de sobrevivência para dar mais segurança ao motorista Divulgação/Mercedes-Benz

Quanto ao design, é extremamente focado em utilidade e praticidade. Por conta da altura, há um degrau extra e flexível que facilita o acesso à cabine com conceito de célula de sobrevivência. 

Detalhes do interior do Mercedes-Benz Arocs
O ar-condicionado está presente, o digital é opcional, e há Bluetooth e entrada USB Divulgação/Mercedes-Benz

O espaço interno tem 1,6 metro de altura e 2,2 metros de largura e seus principais destaques são o volante multifuncional e o quadro de instrumentos digital com computador de bordo. Além disso, há rádio MP3 com conectividade por Bluetooth e USB e chave presencial.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 750 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

Publicidade