Clique e assine por apenas 6,90/mês

McLaren GT tem atributos de SUV e passa dos 300 km/h

Cupê tem maior altura livre do solo e dois porta-malas que, combinados, superam muito sedã médio

Por Rodrigo Ribeiro - Atualizado em 16 Maio 2019, 07h53 - Publicado em 16 Maio 2019, 07h00
Visual é menos ousado do que outros modelos da McLaren Divulgação/McLaren

O que é, o que é: tem mais porta-malas que o Renault Logan, e raspa menos em lombada do que um Mercedes-Benz Classe C?

Tudo bem que o título e subtítulo desta matéria já deram a resposta, mas a versatilidade real do inédito McLaren GT não deixa de ser surpreendente.

O perfil da carroceria foi alongado Divulgação/McLaren

Começando pelos porta-malas, no plural. Somados, os compartimentos traseiro e dianteiro dão ao esportivo a capacidade de levar até 570 litros de bagagem.

Cabine tem perfil luxuoso e é forrada com couro legítimo, alumínio e plástico reforçado com fibra de carbono Divulgação/McLaren

A McLaren inclusive destaca que é possível levar uma mochila de tacos de golf atrás dos bancos, permitindo que você possa usar seu GT para ir ao Country Club mais próximo.

Continua após a publicidade
O GT pode vir equipado com um teto-solar panorâmico fixo Divulgação/McLaren

E nem precisa se preocupar com aquela estrada de terra batida, pois a altura mínima do assoalho do GT até o solo é de 11 cm. No modo elevado da suspensão, esse índice vai para 13 cm.

Porta-malas frontal leva 150 litros… Divulgação/McLaren
Enquanto o traseiro comporta outros 420 litros Divulgação/McLaren

Como referência, o pacato Mercedes C200 EQ Boost nacional tem somente 9,2 cm. Ou seja, a lombada mais próxima é a oportunidade perfeita para você fazer chacota com seu vizinho fã de carros alemães.

O perfil do GT é mais urbano do que outros McLaren Divulgação/McLaren

Outra coisa que o GT tem (bem) mais que o sedã é desempenho. Ainda que o visual seja diferente, o GT compartilha quase toda a estrutura e mecânica de outros McLarens, como monocoque de plástico reforçado com fibra de carbono, motor V8 4.0 biturbo de 620 cv e câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas.

A tampa do porta-malas traseiro tem fechamento automático Divulgação/McLaren

Esse conjunto faz o GT catapultar de 0 a 100 km/h em 3,1 s, com velocidade máxima de 326 km/h. Tudo isso, claro, sem abrir mão de um sistema de som premium, teto-solar panorâmico e ar-condicionado digital.

Continua após a publicidade

O GT terá preço de R$ 840.000 nos Estados Unidos. Se for mantida sua diferença de preço em relação ao 720S, o superesportivo deve chegar ao Brasil na faixa dos R$ 2,2 milhões.

Publicidade