Jeremy Clarkson: Alfa Romeo Stelvio é o SUV mais legal do mundo. E daí?

Coloque um V6 num SUV e você terá o Stelvio Quadrifoglio. É disso que gosto na Alfa: as melhores cabeças criam o motor e o pessoal da limpeza faz o resto

É o SUV mais empolgante do pedaço… se é que isso vale alguma coisa

É o SUV mais empolgante do pedaço… se é que isso vale alguma coisa (Divulgação/Alfa Romeo)

Antigamente eu andava bastante a pé por Londres, em geral quando voltava de um bar. Ou porque estava indo a um bar e sabia que não fazia sentido ir de carro, pois teria de voltar a pé para casa.

E então eu teria que, na manhã seguinte, ir até o pátio da polícia e dar 100 libras (R$ 507) para ter meu carro de volta. Como eu andava muito a pé, provavelmente é por isso que tinha 71 cm de cintura.

Em conjunto com pernas de 96 cm de comprimento, eu parecia um poste. Fico surpreso de que nenhuma cegonha tenha feito ninho em mim.

Atualmente, em um esforço para voltar a ter 71 cm de cintura, passei a andar a pé de novo.

É muito mais difícil do que nos velhos tempos, principalmente porque agora eu peso mais do que algumas luas, o que significa que, depois de uma distância bem curta, eu fico com uma terrível dor nas costas.

Além disso, sou parado muitas vezes por pessoas que querem uma selfie. E isso sempre leva um tempão, porque ficam explicando por que querem uma.

Um conselho: se você me encontrar na rua, peça de forma direta e objetiva para fazer uma foto. Daí eu vou dizer para você ir se catar e nós podemos ambos seguir nossos caminhos.

Outro problema em andar a pé hoje é que não há muita coisa para se ver.

Nos anos 80 as ruas estavam cheias de Renault 5 com motor central e Alfa Romeo Alfasud Sprint Veloce. E também carros de rali Toyota Corolla de tração traseira, Supra e até um BMW M5 de vez em quando.

Alfasud Alfasud: carros legais do passado que não vemos mais nas ruas

Alfasud: carros legais do passado que não vemos mais nas ruas (Arquivo/Quatro Rodas)

Era como andar por uma galeria de arte, só que com a trilha sonora pulsante de rosnados e zumbidos de uma Londres que se libertava da miséria do socialismo dos anos 70 e abraçava a visão de Margaret Thatcher de acordar, progredir e comprar um Golf GTI.

Já agora é só um desfile sem fim de SUVs lúgubres. Faz parte do meu trabalho conhecer todos eles, mas em uma caminhada ontem eu não conseguia me lembrar do nome de um único deles. Eram apenas formas cinzentas, como ovas de sapo.

Claramente é o tipo de carro que todos estão interessados hoje em dia. E isso é bom, porque o carro que eu não usei muito na semana retrasada, devido a meu novo hábito de caminhar, era um Peugeot 5008 Allure.

Ele tinha um motor de 1,5 litro, podia ir de 0 a 100 em um certo tempo, era a diesel e custava quase 30.000 libras (R$ 152.000). Em todos os aspectos, um SUV como os outros, exceto que você não olha para o painel de instrumentos através do volante, já que ficam acima dele.

E, se isso for o que você quer – se o que estiver faltando na sua vida for uma nova posição do painel de instrumentos –, então obviamente esse é o carro para você.

Um dia vieram pegar o Peugeot 5008 e só alguns dias depois eu notei. O carro que o substituiu foi outro SUV, mas desta vez um Alfa Romeo. E se alguém consegue fazer esse tipo de carro interessante, é a Alfa.

O Quadrifoglio é tão duro que parece um carro de corrida

O Quadrifoglio é tão duro que parece um carro de corrida (Divulgação/Alfa Romeo)

Ele se chama Stelvio, o que significa que foi batizado com o nome de um trecho de estrada que serpenteia os Alpes italianos montanha acima. No ano passado experimentei a versão diesel e achei bem razoável, mas desta vez a Alfa enviou a musculosa versão Quadrifoglio, de 510 cv.

Eu adoro o motor desse carro. É um Ferrari V6 biturbo do qual tiraram dois cilindros. É uma obra de arte. Genuinamente, um dos maiores de todos os tempos. Se fosse música, ele seria a Quinta Sinfonia de Beethoven.

Ele gira como se estivesse sendo mantido em ponto morto por um elástico, que o acelerador rompe de repente e gera um barulho que é capaz de coagular seu sangue a 500 passos de distância.

Você pode usá-lo para perambular pela cidade, mas esse é um motor que pede para ser acelerado fundo o tempo todo. Mas ele casa bem com um SUV? É o que eu queria saber.

Bom, para garantir que o resto do carro – que é alto, pois é isso que as pessoas querem hoje – não balance seus braços no ar em pânico quando for chamado para encarar a explosão vulcânica da sua potência, a Alfa o deixou mais firme, duro. Muito mais duro.

E depois pregado no solo. E daí equipado com pneus com a dureza do aço. Gostaria de dizer que, apesar disso, o Stelvio lida bem com ruas mal conservadas. Mas não posso. Ele anda como um carro de corrida. E é o que ele é.

Ele tem um cardã de fibra de carbono e, na maior parte do tempo, toda a potência é enviada para as rodas traseiras.

A Alfa diz que, quando ele perde aderência, a força é imediatamente mandada para o eixo dianteiro, mas quando eu saí de uma rotatória traseirando, pude testemunhar que a ideia de “imediatamente” da Alfa e a minha são um pouco diferentes.

Alfa Romeo Stelvio 5 Motor V6 com dois turbocompressores tem 510 cv

Motor V6 com dois turbocompressores tem 510 cv (Divulgação/Quatro Rodas)

Um amigo acabou de comprar um carro desses e, após alguns dias, me mandou uma mensagem dizendo: “Esta coisa é uma loucura”. E ele está certo. É mesmo. Divertidamente, alucinantemente insana. Imagine um rebocador com três motores Lamborghini V12. É assim.

Há muitos SUVs rápidos hoje. Tem o Lamborghini Urus, o Jeep Grand Cherokee Trackhawk e o Audi SQ7. Mas nada tão extremo quanto este Stelvio. E, como resultado, ele é de longe o SUV mais empolgante do pedaço.

O que é meio como dizer que a síndrome de Proteus, que causa tumores sob a pele, é a doença desfigurante mais empolgante.

Mas há outros problemas. Quando você dá zoom no GPS para ver ruas individuais, ele entra no que eu chamo de “modo imbecil” e gira a imagem sempre que você vira uma esquina. Eu detesto isso, e não há nada que você possa fazer para impedir.

E, embora os bancos de fibra de carbono sejam legais, as fivelas dos cintos de segurança ficam batendo neles e fazem barulho o tempo todo. E você não pode instalar um engate de reboque, por causa do complexo sistema de escapamento.

Mas, no fim das contas, não poder rebocar um trailer com este SUV talvez seja uma boa coisa.

Cabine é aconchegante, mas apresenta alguns probleminhas. Nada mais Alfa

Cabine é aconchegante, mas apresenta alguns probleminhas. Nada mais Alfa (Divulgação/Alfa Romeo)

Então, este carro é exatamente o que você esperaria da Alfa Romeo. Suas melhores cabeças instalaram um motor magnífico, e daí o pessoal da limpeza da fábrica foi encarregado de fazer todo o resto. Eu adoro esse tipo de coisa.

Eu adoro os Alfa porque há coisas neles que não funcionam. Mas você provavelmente vai achar isso enfurecedor.

Eu poderia sugerir que você comprasse o sedã Giulia Quadrifoglio, que é muito superior como carro. Mas você não quer um sedã. Você quer um SUV, porque é uma ovelha. Então vá em frente.

Em vez dele, compre um Audi Q5. Seja um idiota. Eu não dou a mínima.

Clarksômetro – Alfa Romeo Stelvio Quadrifoglio

Motor: gasol., 2.891 cm3, V6, biturbo, 510 cv a 6.500 rpm; 61,1 mkgf a 2.500 rpm
Câmbio: automático de 8 marchas, tração integral
Aceleração: 0 a 100 km/h em 3,8s; veloc. máx., 285 km/h
Peso: 1.830 kg
Preço: 69.990 libras (R$ 355.000)
Nota do Jeremy: 4 estrelas

Jeremy Clarkson

É jornalista, apresentador do programaThe Grand Tour e celebridade amada pelos fãs e odiada por algumas marcas

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s