Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Inmetro terá laboratório para testar segurança de carros nacionais

Veículos reprovados não poderão ser homologados no país

Por Vitor Matsubara Atualizado em 9 nov 2016, 12h29 - Publicado em 11 jun 2013, 12h07
seguranca

O Brasil terá seu primeiro laboratório independente para realização de testes de colisão de veículos. O centro será erguido no complexo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), em Duque de Caxias (RJ).

Segundo informações do jornal O Estado de S Paulo, todos os automóveis a serem vendidos no país precisarão passar pelos testes de colisão (ou crash-test) para verificação dos níveis de segurança e exames de emissões de poluentes. Se o veículo não passar nos testes, ele não poderá ser homologado, impossibilitando sua comercialização por aqui.

O investimento inicial será de aproximadamente 100 milhões de reais, a serem assumidos pelo governo. O aporte deve ser incluído no Orçamento da União em 2014, embora a participação da iniciativa privada não esteja descartada.

Os primeiros testes devem ser realizados até 2017, justamente o ano em que os automóveis precisarão cumprir com as novas normas do programa Inovar-Auto, incluindo a redução mínima de 12% nas emissões de poluentes em relação aos níveis atuais. A montadora que descumprir a lei será taxada com 30 pontos percentuais extras de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

O anúncio da construção deste laboratório vem à tona algumas semanas após a publicação de uma reportagem assinada pela Associated Press, na qual os carros brasileiros foram chamados de “mortais”. Usando como base os resultados dos testes de colisão realizados pelo instituto Latin NCAP, o artigo relaciona a falta de segurança dos veículos fabricados aqui ao alto número de acidentes fatais de trânsito no país. Nos testes, diversos modelos – principalmente aqueles sem airbag duplo e freios ABS – tiveram notas baixas, expondo a fragilidade e as deficiências de projetos muitas vezes defasados frente aos veículos oferecidos na Europa.

Continua após a publicidade

Publicidade