Clique e assine com até 75% de desconto

Hyundai confirma picape inédita baseada no conceito Santa Cruz

Três outros SUVs novos ou atualizados estão nos planos da marca até 2020

Por Mateus Silveira Atualizado em 24 ago 2017, 17h46 - Publicado em 24 ago 2017, 17h42
Hyundai Santa Cruz
Frente mantém a identidade da marca, mas deve ser suavidada na versão de produção Divulgação/Hyundai

A Hyundai confirmou a produção de uma nova picape para o mercado norte-americano. Baseada no conceito Santa Cruz, apresentado no Salão de Detroit de 2015, a marca coreana especializada em SUV, pretende, enfim, entrar no segmento de picapes – no caso, as intermediárias, com porte entre as compactas e médias.

Ela ainda não foi confirmada no Brasil, mas a Hyundai dificilmente deixará a picape de fora do mercado brasileiro, principalmente com o sucesso de vendas da Fiat Toro – a picape mais vendida e o 9º automóvel mais emplacado no acumulado de 2017, segundo dados da Fenabrave.

Hyundai Santa Cruz
Santa Cruz terá desenho arrojado como destaque Divulgação/Hyundai

Em entrevista à Reuters, o vice-presidente de planejamento da Hyundai Estados Unidos, Michael J. O’Brien, não deu detalhes sobre as especificações mecânicas da versão de produção. Na versão conceito, a Santa Cruz era equipada com um motor 2.0 de quatro cilindros turbodiesel, com 190 cavalos e 41,4 mkgf de torque, acoplado a uma tração integral (provavelmente opcional).

A data de lançamento da inédita picape também não foi divulgada, porém é provável que ela fique pronta apenas em 2020.

hyundaisanta-2.jpg
Se chegar ao Brasil, modelo brigará com Fiat Toro e Renault Oroch Divulgação/Hyundai

Até lá, O’Brien confirmou que pretende renovar sua linha de SUVs com três novidades. Uma delas é o lançamento do Hyundai Kona, o novo SUV de entrada da marca que deverá ser lançado no final deste ano.

Hyundai Kona será a novidade da marca nos Estados Unidos neste ano Divulgação/Hyundai

Em 2018, é a vez de uma nova geração do Santa Fé e por último, uma atualização do New Tucson, que chegará apenas em 2020.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade