Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Ford apresenta o novo EcoSport brasileiro na Argentina

SUV reestilizado terá novas opções de motores, fim do câmbio Powershift e segue com estepe na traseira; pré-venda começa em julho

Por Vitor Matsubara, Ulisses Cavalcante Atualizado em 8 jun 2017, 11h35 - Publicado em 7 jun 2017, 20h47
Dianteira tem estilo inspirado no Edge Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

A Ford não quis esperar a abertura do Salão de Buenos Aires para revelar o novo EcoSport. Grande responsável por iniciar a onda de SUVs compactos no Brasil, em 2003, o modelo foi redesenhado e terá novas motorizações.

O design inclui uma dianteira inspirada no Edge. Faróis, grade e para-choques foram redesenhados. Em contrapartida, a traseira é praticamente a mesma, inclusive com o estepe do lado de fora do veículo. Nos mercados europeu e norte-americano (onde o Eco começa a ser vendido pela primeira vez ainda em 2017), o SUV troca o pneu sobressalente por um kit de reparo de emergência.

Diferente do EcoSport do hemisfério norte, brasileiro manteve o estepe na traseira
Diferente do EcoSport do hemisfério norte, brasileiro manteve o estepe na traseira Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

O interior é novo, destacando a tela da central multimídia SYNC 3 (o mesmo utilizado no Focus e no Fusion) no topo do console central. Logo abaixo ficam as saídas de ar condicionado e os comandos digitais de climatização.

Saídas de ar condicionado ficam em posição mais baixa Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

O volante multifuncional – emprestado do Focus – traz comandos do sistema de som e do piloto automático. Haverá ainda uma tela de TFT entre os instrumentos analógicos e revestimento em duas cores em algumas versões.

Continua após a publicidade

Painel de instrumentos terá tela entre os mostradores Ulisses Cavalcante/Quatro Rodas

O EcoSport terá duas opções de motorização: as versões mais baratas (como a FreeStyle) virão com um inédito 1.5 TiVCT de três cilindros em linha, com duplo comando de válvulas variável, na admissão e no escape. Segundo a Ford, são 137 cv e 16,2 mkgf de torque máximo. Ele guarda muitas semelhanças com o 1.5 EcoBoost do Fiesta europeu, mas dispensa a injeção direta de combustível e o turbocompressor.

Já as configurações mais caras terão motor o 2.0 Direct Flex (com injeção direta), que entrega 178 cv no Focus se abastecido com etanol. A controversa transmissão automatizada de dupla embreagem Powershift será substituída por uma caixa automática convencional de seis velocidades.

Motor das versões de entrada será o inédito 1.5 TiVCT de três cilindros divulgação/Ford

A apresentação oficial do novo EcoSport acontecerá durante o Salão de Buenos Aires, realizado na capital argentina entre os dias 10 e 20 de junho. A pré-venda começa em meados de julho e as primeiras entregas serão realizadas em agosto.

 

Continua após a publicidade

Publicidade