Clique e assine por apenas 8,90/mês

Ford Fusion ganha cara nova e inédita versão Sport

Configuração esportiva estreia motor V6 2.7 biturbo com 329 cv de potência e 48,3 mkgf de torque

Por Guilherme Fontana - Atualizado em 23 nov 2016, 20h24 - Publicado em 11 jan 2016, 11h17
ford-fusion
Novo Fusion ganha grade, para-choque e faróis redesenhados

A Ford revelou o novo Fusion durante a abertura oficial do Salão de Detroit, nos Estados Unidos. Mais do que apenas o visual renovado, o sedã estreia uma inédita versão de apelo esportivo com motor biturbo. O modelo estreará, nos Estados Unidos, logo após o evento – que vai até o próximo dia 24 de janeiro. Para o Brasil, seu lançamento deverá ficar para 2017.

As novidades visuais do Fusion são poucas, mas suficientes para manterem o fator de novidade do modelo. Na dianteira mudam faróis, para-choque e grade, enquanto a traseira destaca, além do para-choque redesenhado, a barra cromada que interliga as lanternas (também com novo arranjo interno). Estrela da apresentação, a versão Sport das imagens é inédita e dá mais agressividade ao Fusion com linhas mais agressivas e quatro saídas de escape. Ainda sem fotos reveladas, há mais uma configuração nova na gama: a Platinum, que ocupará um degrau acima da atual topo de linha Titanium.

ford-fusion-2
Na traseira, barra cromada entre as lanternas se destaca e versão Sport tem quatro saídas de escape

No interior as mudanças são mais tímidas, sendo a principal delas a adoção de um câmbio com seletor giratório, como nos britânicos do grupo Jaguar Land Rover. Entre os equipamentos, todas as versões serão equipadas com a terceira geração do sistema de entretenimento SYNC, bem como piloto automático, assistente para mudança de faixas, câmera de ré e assistente de estacionamento (agora com possibilidade de auxílio em vagas perpendiculares). 

ford-fusion-interior
Por dentro, a principal mudança é o novo câmbio com seletor giratório

A nova versão Sport é responsável por inaugurar o inédito motor V6 2.7 biturbo, da família EcoBoost, com 329 cv de potência e impressionantes 48,3 mkgf de torque. A transmissão é automática de seis velocidades e a tração é integral. O desempenho ainda não foi divulgado – mas podemos esperar bons números dessa alternativa provavelmente mais acessível aos sedãs esportivos europeus.

 

Continua após a publicidade
Publicidade