Clique e assine por apenas 8,90/mês

Fiat voltará a fabricar o Uno Turbo

Segundo o site Autos Segredos, o retorno da versão sobrealimentada ocorrerá na troca de geração do hatch

Por Rodrigo Ribeiro - Atualizado em 15 mar 2018, 14h01 - Publicado em 6 fev 2018, 14h44
Modelo turbinado retornará após mais de três décadas de sua estreia no mercado Divulgação/Fiat

Fãs dos modelos clássicos da Fiat ganharam uma boa notícia nesta terça (06). Segundo o site Autos Segredos, o Fiat Uno voltará a ter uma versão turbo no catálogo.

O motor que alimentará o esportivo modelo será a versão sobrealimentada do 1.0 três-cilindros da família Firefly. O conjunto irá estrear na terceira geração do hatch, que terá a mesma arquitetura usada no Argo. Seu lançamento está previsto para 2020.

Motor 1.0 Firefly rende 77 cv e 10,9 mkgf
Motor da família Firefly será atualizado para ficar mais potente e econômico Christian Castanho/Quatro Rodas

Além do turbo, o motor terá um novo cabeçote com quatro válvulas por cilindro com variação de fase e injeção direta. Atualmente o 1.0 tricilíndrico da FCA é o único do mercado a ter somente seis válvulas.

O foco da marca não será tanto no desempenho, e sim, na eficiência energética. A expectativa, no entanto, é que o conjunto, dependendo do modelo em que for aplicado, possa superar os 120 cv com etanol – tal qual ocorre com o Polo e Golf 1.0 TSI.

Continua após a publicidade
A atual geração do Uno foi lançada em 2010, com motores 1.0 e 1.4 de quatro cilindros Divulgação/Fiat

De acordo com o jornalista Marlos Ney Vidal, o novo Uno será o primeiro da próxima onda de lançamentos que a Fiat promoverá nos próximos anos. Logo após o hatch virão as novas gerações da Strada, Fiorino, Argo, Cronos e Mobi.

A Strada ainda usa a mesma plataforma desde seu lançamento, derivada do Palio de 1996 Divulgação/Fiat

A picape outrora derivada do Palio ainda passará por uma reestilização. A segunda geração da Strada só irá substituir o modelo atual (cuja base data de 1996) em 2021. Suas especificações técnicas ainda são um mistério, mas é certa a adoção dos motores Firefly.

O sucesso de vendas da Fiorino convenceu o comando da FCA a desenvolver a terceira geração do utilitário Divulgação/Fiat

Em seguida virá outro utilitário, a Fiorino. O furgão chega em 2023 e deve manter o compartilhamento de peças com o Uno, que a esta altura já estará em sua nova geração.

A próxima geração do Argo já está confirmada, ao contrário de seu nome Divulgação/Fiat

O novo Argo – ou seu sucessor, já que não é certa a manutenção do nome – chega em 2023. Antes disso, porém, o hatch passará a usar os motores Firefly Turbo, que irão equipar o modelo em sua primeira reestilização, estimada para 2020.

Continua após a publicidade
Antes de trocar de plataforma, o Mobi ganhará um tapa no visual, que pode tornar seu desenho menos controverso Divulgação/Fiat

O pacote de atualizações atual se encerra em 2024, com as novas gerações de Cronos e Mobi. O sedã que sequer foi lançado no Brasil acompanhará as mudanças visuais e mecânicas do Argo. Já o subcompacto, que será reestilizado em 2020, também poderá mudar de nome.

Os mesmos fãs da Fiat devem ter notado a ausência da Doblò, Weekend e Grand Siena desse pacote de novidades. Sem sucessor no horizonte, tanto o monovolume quanto a perua não terão continuidade e vão sair de linha. Já o sedã compacto ainda pode ganhar uma sobrevida até 2020 caso continue bem nas vendas.

Publicidade