Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Chinesa cria versão muito mais sofisticada do Renault Kwid elétrico

Fruto de uma parceria com a Renault, ele é baseado no Kwid elétrico mas tem visual original e é mais sofisticado

Por Redação Atualizado em 2 jul 2022, 23h51 - Publicado em 1 jul 2022, 22h52

Parceira da Renault na China, a Dongfeng tem suas próprias variações do Renault Kwid E-Tech (a versão elétrica do compacto) que, por sinal, começará a ser entregue aos primeiros compradores no Brasil em agosto. Mas o Dongfeng EX1 Nano Box poderá deixá-lo todos eles com inveja.

O que há de tão especial no EX1 Nano Box é que ele faz questão de não ser facilmente reconhecido como um Kwid, ao contrário dos irmãos Aeolus EX1, Fengguang E1, Fengxing T1 e Venucia E30 ev, que são praticamente versões do Kwid com grades e logotipos diferentes. Além disso, a nova versão é mais sofisticada. 

Dongfeng EX1 Nano Box
Dongfeng/Divulgação

O Dongfeng EX1 Nano Box não vai por esse caminho. Até aproveita a parte superior dos faróis, onde estão as luzes diurnas de leds, mas estão interligados por uma barra preta e não por uma grade falsa. Mas tem seus próprios faróis e para-choque, com desenho mais limpo.

Continua após a publicidade

Compartilhe essa matéria via:

Além disso tudo, o compacto elétrico tem interior mais moderno e luxuoso. Conseguiram aproveitar a mesma estrutura para fazer um painel diferente, com tela da central multimídia (10″) e quadro de instrumentos (7″)com telas coloridas e destacadas. As saídas de ar centrais são estreitinhas e ainda há uma faixa branca que aparenta ser de toque macio.

Dongfeng EX1 Nano Box
Dongfeng/Divulgação

O seletor de marcha, por sua vez, tem posição elevada em um console central exclusivo. O EX1 Nano Box, parece muito mais sofisticado do que o próprio Kwid elétrico.

Em termos de potência, o EX1 Nano Box é mais fraco que o modelo brasileiro. Tem apenas 44 cv e 12,6 kgfm, contra 65 cv e 11,5 kgfm da versão que vem ao Brasil. Mas a bateria que o alimenta é maior e permite uma autonomia de até 331 km de acordo com o padrão usado na China. O melhor de tudo é o preço inicial, equivalente a R$ 52.520 – praticamente um terço do que custa no Brasil e menos que qualquer Kwid com motor 1.0.  

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.


a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo de QUATRO RODAS. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês