Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Carros antigos valorizam até 135% acima da taxa de juros

Antigomobilismo pode ser um ótimo negócio para investir. Estudo da FGV analisou variação nos preços de 24 modelos em 10 anos

Por Vitor Matsubara 28 set 2017, 14h49
classicos
Kombi “Corujinha” é bastante cobiçada – e um dos antigos mais valorizados também Acervo/Quatro Rodas

Alguns veículos clássicos podem valorizar até 135% acima da taxa básica de juros (Selic) em uma década. É o que indica um estudo feito pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da FGV (EAESP).

Dos 24 modelos analisados entre os anos 2005-2006 e 2015-2016, a Volkswagen Kombi “Corujinha” fabricada de 1968 a 1975 apresentou 135,1% de valorização em dez anos.

Por fora, havia as presilhas copiadas das corridas - caso o capô abrisse com "tanta" velocidade
Maverick GT V8 teve valorização de 75,5% em 10 anos Sérgio Berezovsky/Quatro Rodas

Os outros quatro modelos mais valorizados foram Dodge Charger (1973 a 1975, 125,9%), Dodge Dart 2p (1970 a 1973, 117,7%), Chevrolet Camaro (1967 a 1969, 116%) e Ford Maverick GT V8 (1973 a 1976, 75,5%).

Já os cinco modelos antigos menos valorizados foram o Ford Mustang Hard Top (1966 a 1968, -32,5%), Mercedes-Benz SL (1973 a 1975, -27,8%), Rural Willys (1968 a 1970, -13,1%), Porsche Envemo Super 90 (1980 a 1982, -5%) e Chevrolet Camaro conversível (1967 a 1969, 2,4%).

Mesmo assim, nenhum dos 24 modelos que participaram do levantamento tiveram valorização inferior à inflação.

Dodge Charger R/T
Valorização do Charger R/T atinge impressionantes 125,9% Arquivo

“Diferentemente dos modelos modernos, que perdem valor com o tempo, como ocorre com os bens de consumo em geral, o modelo antigo dificilmente tem seu valor reduzido com o passar dos anos”, afirma Luis Henrique Rigato, professor, coordenador do curso Master in Business and Management da EAESP e um dos autores da pesquisa.

Continua após a publicidade

O estudo indicou também que os veículos mais valorizados não são necessariamente os mais procurados pelos colecionadores.

“Esperava-se que os modelos mais desejados seriam os que teriam a tendência de maior valorização, o que não ocorreu”, comenta o outro autor do estudo, o professor Arthur Ridolfo Neto.

Chevrolet Camaro RS SS 1968
Ícone do universo dos muscle cars, o Camaro figura entre os antigos mais valorizados Christian Castanho

Os comparativos de rendimentos em aplicações foram realizados considerando índices da caderneta de poupança, CDI, IGP-M e Selic durante a última década, segundo dados do Banco Central.

Os dados para realizar o levantamento foram obtidos por meio de entrevistas com 103 colecionadores e análise de seis mil anúncios de classificados de vendas de carros antigos.

Willys Pick-up Jeep / Ford F-75
Rural Willys é um dos clássicos que menos valorizou na última década Arquivo/Quatro Rodas

A FGV seguiu as especificações da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA) para classificar um automóvel como modelo clássico, que são fabricação há mais de 30 anos, preservação das características originais e concessão do Certificado de Originalidade reconhecido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

 

Continua após a publicidade

Publicidade