Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Carro autônomo do Google causa primeiro acidente na Califórnia

Frota sem motorista pode circular em vias públicas do estado desde 2015

Por Vitor Matsubara Atualizado em 23 nov 2016, 20h41 - Publicado em 3 mar 2016, 18h09
Lexus autônomo do Google
Veículos autônomos são testados nos EUA desde 2011

Um dos veículos autônomos do Google causou um acidente pela primeira vez. A batida aconteceu no dia 14 de fevereiro, quando um Lexus RX 450h 2012 (um dos modelos utilizados para testar a tecnologia de condução autônoma) colidiu contra a lateral de um ônibus.

Segundo o boletim de ocorrência registrado no Departamento de Veículos da Califórnia (e assinado por representantes do próprio Google), o veículo autônomo tragfegava por uma larga avenida em Mountain View quando sinalizou a intenção de virar à direita após um semáforo e se posicionou na faixa da extrema direita, que deveria estar livre para quem precisa fazer este tipo de conversão. Como havia alguns sacos de areia bloqueando parte da via, o veículo esperou outros carros passarem e se posicionou no meio da faixa para desviar dos sacos. Ao mesmo tempo, um ônibus se aproximou por trás do veículo. O motorista responsável por acompanhar os testes do veículo imaginou que o coletivo reduziria a velocidade ou mesmo parasse para deixar o tráfego fluir, e decidiu não intervir. Como o ônibus continuou acelerando, o veículo do Google acabou colidindo quando se preparava para voltar a sua posição inicial na lateral da pista.

Na hora da colisão, o carro autônomo estava rodando a apenas 3 km/h, enquanto o ônibus andava a 24 km/h. Ninguém se machucou e o veículo do Google teve apenas pequenos danos no para-lama, roda dianteira esquerda e em um dos sensores utilizados para guiá-lo de forma autônoma.

A realização de testes de tecnologia de condução autônoma é permitida na Califórnia desde 2011, sendo que a autorização para trafegar em vias públicas existe desde 2015. Atualmente, os estados de Nevada e Flórida também autorizam os testes, desde que um condutor humano esteja no veículo para assumir a direção em caso de emergência. 

Continua após a publicidade
Publicidade