Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Câmbio CVT da Honda começa a ser montado em nova fábrica no Brasil

Nova unidade instalada em Itajaí (SC) é voltada para a montagem de câmbio CVT e motores com componentes importados

Por Bruno dos Santos 4 Maio 2022, 20h15

Após anunciar todos os seus lançamentos no Brasil para os próximos anos, a Honda anunciou a montagem local de dois componentes fundamentais dos seus carros em uma nova fábrica.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

A fabricante japonesa anunciou uma nova fábrica na cidade de Itajaí (SC), onde fará a montagem dos câmbios CVT que equipam os novos Honda City e City hatch e que também equipará a nova geração do HR-V. O inédito motor 1.5 turbo flex também será montado na mesma unidade.

Os dois componentes serão montados com peças importadas. A Honda não informou o investimento, mas a motivação para o novo arranjo de sua produção pode ser os incentivos fiscais para itens importados pelo porto de Itajaí.

Continua após a publicidade

Atsushi Fujimoto
Fábrica de motores da Honda em Sumaré (SP) Divulgação/Divulgação

Desta forma, a partir desta semana os câmbios CVT montados em Itajaí a um ritmo de 300 unidades/dia serão enviados para a fábrica de Sumaré (SP) para a integração com o motor. Depois disso, seguirão para a fábrica de Itirapina, também no interior de São Paulo, onde serão instalados nos carros da Honda.

Novo Honda HR-V RS tem 1.5 turbo um pouco mais potente. O do Brasil deve ser ainda mais
Novo Honda HR-V RS tem 1.5 turbo um pouco mais potente. O do Brasil deve ser ainda mais Divulgação/Honda

O conjunto de transmissão de Itajaí fará parte do motor 1.5L DOHC i-VTEC com injeção direta (estes sim, fabricados no Brasil), que estreou nos novos City, mas que também equipará o Honda HR-V 2023, que será lançado em agosto. 

Versão RS tem escapes duplos
Versão RS tem escapes duplos Divulgação/Honda

A Honda já confirmou, também, que o motor mais potente do HR-V continuará sendo um 1.5 i-VTEC Turbo, mas que desta vez será flex. Por isso, terá mais que os 173 cv e 22,4 kgfm da geração anterior, fora de linha desde dezembro. 

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês