Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Brasileiro escolhe gasolina pelo preço e não pela qualidade, diz pesquisa

Brasileiro é apaixonado por carro. Mas, na hora de abastecer, o bolso fala mais alto

Por Paulo Campo Grande
Atualizado em 11 jul 2022, 20h52 - Publicado em 11 jul 2022, 20h52

O brasileiro sabe que o combustível interfere no desempenho, no consumo e na durabilidade do motor, mas, na hora de abastecer, a única exigência que faz é que o motor funcione.

Isso foi demonstrado em uma pesquisa da Vibra (ex-BR Distribuidora), feita por ocasião do desenvolvimento das gasolinas Grid e Podium com novos aditivos, lançadas em fevereiro deste ano. “Gasolina boa é aquela que bate na chave e liga”, declarou um dos entrevistados.

Segundo o estudo, esse descaso se deve ao desinteresse do consumidor pelo assunto, à falta de conhecimento técnico e ao descrédito (por conta de experiências ruins com combustíveis de má qualidade). E explica por que a gasolina comum é a mais vendida.

De acordo com o levantamento, a principal motivação de compra da gasolina comum, que é a mais barata, é o preço, embora seja o tipo de combustível que mais atraia desconfiança em relação à qualidade.

Continua após a publicidade

A aditivada, que por especificação técnica é a mesma gasolina comum com a mistura de aditivos (para redução de atrito, acúmulo de resíduos etc.), é a mais bem avaliada, por conta de combater uma das grandes preocupações de quem abastece, que é a sujeira no motor.

A gasolina premium (Podium, na Petrobras) é vista como um produto distante do consumidor comum, embora seja bem avaliada pelos que a conhecem. O pior combustível no conceito dos motoristas é o etanol.

Ele foi apontado como um produto de baixa qualidade, que piora o rendimento do motor. “Para muitos, o uso contínuo do etanol (comum ou aditivado) pode até prejudicar o motor”, diz o estudo.

“Seu único atrativo é o preço, desde que a diferença de valor não seja menor que 20%”, aponta a pesquisa. E o diesel também tem boa imagem, embora a maioria dos entrevistados desconheça as variações de diesel aditivado. Em geral, o consumidor considera que o diesel S500 é o diesel comum, e o S10 é o aditivado.

A pesquisa da Vibra ouviu 5.000 pessoas em 12 cidades das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste do Brasil, em sessões online e presenciais.

Compartilhe essa matéria via:

O universo de pesquisados foi composto por consumidores (do sexo masculino e feminino, classe A, B e C, entre 25 e 55 anos), responsáveis pelo abastecimento de seus carros; profissionais do ramo (frentistas, gerentes de postos); e especialistas (mecânicos, vendedores e entusiastas).

Continua após a publicidade

O objetivo foi conhecer os hábitos de compra de combustíveis, tanto sob o aspecto emocional quanto racional, entender as necessidades dos consumidores e avaliar o conhecimento e a percepção sobre as categorias de combustíveis e as marcas do mercado.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.