Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Aston Martin DBX707 é SUV esportivo de fazer Lamborghini Urus comer poeira

Novo câmbio permitiu Aston Martin elevar números do SUV em 157 cv e 20,1 kgfm sem trocar o V8. Com potência no nome, DBX707 quer combater o Lamborghini Urus

Por Eduardo Passos 1 fev 2022, 14h41

Usado como carro médico da Fórmula 1 em 2021, o Aston Martin DBX parece ter gostado da velocidade. O SUV de luxo acaba de estrear sua nova versão de topo, o Aston Martin DBX707, que traz a potência no nome e supera com folga seus rivais no segmento de SUVs superesportivos.

Assine a Quatro Rodas a partir de R$ 9,90

Sem trocar o 4.0 V8 já utilizado pelo DBX, a fabricante elevou os números do motor para 707 cv e 91,7 kgfm — quase 200 cv e 21 kgfm de aumento. O principal fator responsável, entretanto, é o uso de nova transmissão automática de nove marchas e dupla embreagem, que permitiu à marca extrair o máximo dos oito cilindros.

Mas o V8 também melhorou, e não apenas ganhou turbocompressores roletados, como também nova calibração. Com respostas mais rápidas e um novo diferencial eletrônico, o SUV de 2.245 kg vai de 0 a 100 km/h em 3,3 s, superando, com folga, os números do Lamborghini Urus.

Barras horizontais são duplas para diferenciar melhor a versão superesportiva
Barras horizontais são duplas para diferenciar melhor a versão superesportiva Divulgação/Aston Martin

Quatro escapamentos

Para arrefecer o motor “envenenado”, a Aston Martin redesenhou a grade dianteira do DBX, que ganhou barras duplas e, mais visível, nova entrada de ar inferior, que também alimenta os freios a discos de carbono-cerâmica. 

Atrás, o par de escapamentos foi duplicado. Além do escape quádruplo — com som afinado em novo tom — a versão superesportiva conta com novo difusor de ar e aerofólio. O para-choque traseiro é mais “musculoso” que o original, e rodas de aro 23 agora são oferecidas como opcionais.

São 5,04 m de comprimento, 3,06 m de entre-eixos, 2,2 m de largura e 1,68 m de altura
São 5,04 m de comprimento, 3,06 m de entre-eixos, 2,2 m de largura e 1,68 m de altura Divulgação/Aston Martin

Condução de superesportivo

O Aston Martin DBX707 é, indiscutivelmente, um SUV grande — maior e mais alto que a Fiat Toro, por exemplo —, mas isso não significa que os 707 cv são desperdiçados. 

Distribuição de torque é automática, podendo enviar 100% da força ao eixo traseiro
Distribuição de torque é automática, podendo enviar 100% da força ao eixo traseiro Divulgação/Aston Martin
Continua após a publicidade

Quem quiser arrancar ao estilo de um Vantage pode optar pelos modos de condução esportiva, nos quais uma “nova lógica” de operação da caixa de transferência e controle de estabilidade do DBX criam uma experiência bem próxima de modelos baixos.

Conjunto de carbono-cerâmica pesa 40,5 kg a menos e é resfriado com ar da admissão e do assoalho
Conjunto de carbono-cerâmica pesa 40,5 kg a menos e é resfriado com ar da admissão e do solo Divulgação/Aston Martin

A suspensão trabalha bastante em todas as condições, com sistema adaptativo a ar que é ligado ao ajuste da direção elétrica. Com ajustes constantes, o utilitário tem vão livre que vai de 17,5 cm a 22 cm e se adapta a buracos, curvas e outras pedras no caminho.

Painel do novo Aston Martin DBX707
Painel do novo Aston Martin DBX707 Divulgação/Aston Martin

Ele é, inclusive, bem confortável, com todos os ocupantes sentados em assentos de couro aquecidos e ajustáveis eletricamente em 16 modos de série. Há três opções de estofamento que incluem a Inspire Sport, com couro semi-anilina e emblema da fabricante gravado.

Quem não quiser assentos esportivos (foto) poderá optar por versão mais luxuosa
Quem não quiser assentos esportivos (foto) poderá optar por versão mais luxuosa Divulgação/Aston Martin

Quem não estiver satisfeito, reforçam os ingleses, pode recorrer à equipe de personalização Q By Aston Martin, que oferecerá opções únicas que vão de pinturas aos materiais da cabine.

Compartilhe essa matéria via:
Conforto de sobra para andar a 310 km/h no banco de trás do SUV de 707 cv
Conforto de sobra para andar a 310 km/h no banco de trás do SUV de 707 cv Divulgação/Aston Martin

A produção do novo Aston Martin DBX707 começará até março de 2022. Custando a partir de US$ 235.086, o SUV de luxo mais potente do mundo será entregue a partir de abril deste ano.

Seu por 236 mil dólares
Seu por 236 mil dólares Divulgação/Quatro Rodas

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

A edição 754 de QUATRO RODAS já está nas bancas!
A edição 753 de QUATRO RODAS já está nas bancas! Arte/Quatro Rodas
Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Continue lendo, sem pisar no freio. Assine a QR.

Impressa + Digital

Plano completo da QUATRO RODAS! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

Receba mensalmente a QUATRO RODAS impressa mais acesso imediato às edições digitais no App QUATRO RODAS, para celular e tablet.

a partir de R$ 14,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da QUATRO RODAS, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Comparativo entre os principais modelos do mercado.

Tudo sobre as novidades automobilísticas do Brasil e do exterior.

App QUATRO RODAS para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês