Clique e assine por apenas 5,90/mês

560 TEL: a perua Classe S que a Mercedes-Benz nunca fez está à venda

Rara perua do Mercedes-Benz Classe S foi feita por empresa alemã especializada na conversão de veículos e está à venda em Nova York

Por Guilherme Silva - 7 set 2020, 14h28
Reprodução/Internet

O luxuoso Mercedes-Benz Classe S nunca teve uma versão perua de fábrica, mas isso não impediu uma empresa alemã de satisfazer o desejo de algum cliente abastado da marca da estrela de três pontas.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto.

Especializada na fabricação de carruagens, limusines e veículos blindados, a Caro International, sediada em Hamburgo, aceitou o desafio de converter um Classe S da geração W126 (fabricada entre 1980 e 1991) em uma perua feita com peças da própria Mercedes-Benz.

Reprodução/Internet

Batizado de 560 TEL (o T vem de “T-Modell”, designação que a Mercedes usa para peruas), o modelo foi construído a partir de um S 560 SEL 1990 com entre-eixos alongado de fábrica (de 2,93 metros para 3,07 m).

Reprodução/Internet

Já a traseira foi concebida com as lanternas e os vidros traseiros da versão familiar do Classe E de primeira geração (S124).

Continua após a publicidade
Reprodução/Internet

Embora esteja à venda nos Estados Unidos, a rara perua foi mantida na especificação europeia, ou seja, ela não possui os medonhos para-choques avançados obrigatórios pela lei norte-americana. Os faróis com lente inteiriça também são os do modelo feito para a Europa.

Reprodução/Internet

A parte mecânica foi mantida original. Na época do lançamento do S 560, o motor V8 de 5.6 litros, feito de alumínio, rendia 279 cv de potência e 43,8 mkgf de torque – enviado às rodas traseiras por meio do câmbio automático de quatro marchas.

Reprodução/Internet

Segundo a Stuart Parr Collection, loja de veículos especiais de Nova York (EUA) onde a perua está à venda, o hodômetro marca 103.000 km rodados. O preço é informado apenas sob consulta de potenciais clientes.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade