Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

508,7 km/h: SSC Tuatara é o novo carro de produção mais rápido do mundo

Superesportivo que desbancou o Bugatti Chiron e o Koenigsegg Agera tem motor V8 twin turbo flex de 1774 cv e aerodinâmica ativa, e beira os R$ 10 milhões

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 19 out 2020, 16h57 - Publicado em 19 out 2020, 13h05
Supercarro tem 1.774 cv e é flex SSC/Divulgação

A Shelby Supercars (SSC) – de Jarod Shelby, sem qualquer relação com Carroll Shelby – finalmente revelou que seu mais novo supercarro, o Tuatara, é o mais novo carro de produção mais rápido do mundo.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 5.90

Isso não quer dizer que seja carro de produção em massa. Até porque custa a partir de 1.625 milhão de dólares (9,06 milhões de reais no câmbio atual) e pode beirar os 2 milhões de dólares com opcionais. 

 

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine por apenas R$ 5.90

O SSC Tuatara alcançou a velocidade máxima de 532,8 km/h em um trecho da State Route 160 no sul do estado de Nevada, nos Estados Unidos. Contudo, o recorde é estabelecido pela média das máximas nos dois sentidos da via mitigar os efeitos dos ventos laterais e traseiros, o que resultou em 508,7 km/h. Ao volante estava o piloto britânico Oliver Webb.

Continua após a publicidade
SSC/Divulgação

Foi neste mesmo local que o Koenigsegg Agera RS alcançou os  447,237 km/h, que já havia sido desbancado há um ano pelo Bugatti Chiron quando alcançou os 490,48 km/h em Ehra-Lessien, na Alemanha. E é um recorde controverso: foi estabelecido com apenas uma passagem na pista.

SSC/Divulgação

O SSC Tuatara pesa modestos 1.247 kg, mas é empurrado por um poderoso motor V8 5.9 Twin-turbo com virabrequim plano que gera 1.750 hp (1.774 cv) e 185,4 kgfm com E85 – 85% etanol e 15% gasolina. O câmbio é da italiana Cima, automatizado de sete marchas comandado por borboletas atrás do volante.

SSC/Divulgação

Mas a velocidades tão altas o design também tem grande influência, e é assinado por Jason Castriota. O coeficiente de arrasto é de meros 0.279 cx. Com ajuda das asas traseiras ativas, a pressão aerodinâmica se divide em 37% na frente e 63% atrás acima dos 240 km/h.

SSC/Divulgação

Não é a primeira vez que a SSC conquista o recorde de carro mais rápido do mundo. Em 2007 o antecessor do Tuatara, o Ultimate Aero, alcançou os 412,28 km/h na mesma rodovia. Àquela altura, destronou o Bugatti Veyron.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade
Publicidade