Guia de Usados: Range Rover Evoque

Objeto de desejo, o SUV agrada pelo design, desempenho e tecnologia, mas sua manutenção é só para especialistas

Range Rover Evoque Versão top Prestige: só na opção de cinco portas

Versão top Prestige: só na opção de cinco portas (arquivo/Quatro Rodas)

Desde quando o Evoque passou a ser nacional, o preço do usado despencou. Isso faz dele uma ótima opção de compra para quem  não se contenta com o perfil sóbrio da maioria dos SUVs atuais.

A estética agressiva e o status da marca Land Rover fazem dele um símbolo de luxo, sem abrir mão da vocação urbana e da bravura no fora de estrada.

O Evoque traz suspensões independentes, câmbio automático de seis marchas (nove na linha 2014) e tração integral com Terrain Response, que o torna apto a rodar em cinco tipos de terrenos, além da reduzida. Outro diferencial é o motor: um 2.0 de 240 cv e 34,7 mkgf, que no nosso teste fez 0 a 100 km/h em apenas 8,1 segundos.

A versão Pure é a mais discreta, com três ou cinco portas, rodas aro 18, borboletas no volante para trocas de marchas, ar automático, central com tela de 8 polegadas e som com 380 watts e 11 alto-falantes. De todas, é a mais barata: hoje é vendida a R$ 100.000, já bem abaixo da tabela.

Range Rover Evoque Porta-malas é elétrico desde o Dynamic

Porta-malas é elétrico desde o Dynamic (arquivo/Quatro Rodas)

A esportiva Dynamic tem grade escura e para-choque dianteiro redesenhado, rodas aro 19, bancos concha com dois tons de couro, detalhes em alumínio escovado, GPS, sensores de estacionamento e Park Assist. O pacote opcional Tech adiciona rodas aro 20, chave presencial, som premium e amortecedores MagneRide.

A top Prestige, só com cinco portas, tinha acabamento cromado na grade e nos faróis de neblina e bancos elétricos, com opção de pacote Tech com duas telas nos encostos dos bancos, cinco câmeras para visão 360 graus, central Dual View (duas exibições distintas ao mesmo tempo).

Na linha 2015, veio a Prestige a diesel, com motor 2.2 turbo de 190 cv e 42,8 mkgf: perdeu em desempenho, mas ganhou em consumo e autonomia.

Range Rover Evoque Motor pode ser 2.0 a gasolina com 240 cv e 24,7 mkgf ou 2.2 a disesl com 190 cv e 42,8 mkgf

Motor pode ser 2.0 a gasolina com 240 cv e 24,7 mkgf ou 2.2 a disesl com 190 cv e 42,8 mkgf (arquivo/Quatro Rodas)

Bom na cidade ou longe dela, só é preciso tomar cuidado com a manutenção: carros mais antigos não estão cobertos pela garantia de três anos e o excesso de eletrônica exige serviços feitos na rede autorizada ou em oficinas especializadas. Seja qual for sua escolha, prepare o bolso: as peças de reposição são caras.


Onde o bicho pega

Turbo – Mesmo aquecidos, motores turbinados malcuidados costumam liberar forte fumaça pelo escapamento. Trata-se de um indício de falhas nos anéis de compressão, nos retentores de válvulas ou uma folga no mancal do turbocompressor. Na dúvida, não compre.

Diferencial traseiro – Rolamentos gastos produzem um ronco em trajetos urbanos, quase sempre abaixo de 50 km/h. A Land Rover recomenda substituir o diferencial inteiro, que custa R$ 5 846, mais 4 horas de mão de obra (R$ 1 400).

Tração integral Haldex – A troca dos rolamentos do diferencial (e não sua troca completa) coloca em risco a bomba hidráulica que aciona o diferencial traseiro. Uma bomba nova custa R$ 3 669, mais R$ 1480 de mão de obra.

Recall 1 – Os parafusos de fixação do braço direito da suspensão traseira dos carros fabricados de novembro de 2013 a janeiro de 2014 foram afetados por uma deformação por excesso de torque durante a montagem.

Recall 2 – Quatro unidades modelo 2012 receberam torque incorreto na fixação da caixa de direção, podendo ocasionar desgaste prematuro do sistema.


A voz do dono

Nome: Leandro Augusto de Oliveira

Idade: 31 anos

Profissão: empresário

Cidade: Governador Valadares (MG)

O que eu adoro: “Além do estilo único, ele dá muito prazer ao volante: o motor é muito forte e potente e casa bem com o câmbio. O acerto da suspensão é um caso à parte: tem rodar excelente nas melhores e piores estradas.”

O que eu odeio: “Panes no start-stop: já passei constrangimento, pois o carro se recusava a dar a partida. O Bluetooth não funciona bem, as portas rangem e a rede autorizada não resolve os problemas.”


NÓS DISSEMOS….

Maio de 2011: “Sendo o mais urbano dos Land Rover, o Evoque foi projetado para também fazer bonito no off-road. (…) No interior, há espaço para cinco adultos e uma elevada qualidade de construção, de materiais e de acabamentos. (…) Ele mostra no asfalto uma aceleração convincente desde o primeiro toque no acelerador.”

Veja também

Preço médio dos usados (tabela FIPE)

 
2012 2013 2014 2015
Pure 2.0 SP R$ 108.696 R$ 121.049 R$ 133.129 R$ 150.295
Pure 2.0 Coupé R$ 113.222 R$ 124.928
Prestige 2.0 SP R$ 119.327 R$ 131.122 R$ 150.590 R$ 171.623
Prestige Tech 2.0 SP R$ 122.002 R$ 140.503 R$ 151.713 R$ 184.452
Dynamic 2.0 Coupé R$ 120.389 R$ 127.704 R$ 154.272 R$ 177.122
Dynamic Tech 2.0 SP R$ 129.491 R$ 152.545 R$ 177.120 R$ 193.754
Dynamic 2.0 SP R$ 123.269 R$ 133.565 R$ 156.852 R$ 177.210

Preço das peças

 
Original Paralelo
Para-choque (dianteiro) 4.841 4.000
Farol (cada um) 9.812 2.000
Retrovisor (cada um) 6.750 1.600
Discos de freio (par) 980 400
Pastilhas de freio (jogo) 908 570
Amortecedores (os quatro) 22.228 12.000
Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s