Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Toyota Prius é carro híbrido usado muito econômico e tem preço de HB20

Robusto, eficiente e com baixo custo de manutenção, Toyota Prius tem tudo que o Corolla Híbrido tem e pode custar menos

Por Felipe Bitu
Atualizado em 9 dez 2023, 11h14 - Publicado em 7 dez 2023, 09h16
Toyota Prius 2016
Quarta geração começou a ser vendida no Brasil no início de 2016 (Marco de Bari/Quatro Rodas)

Ícone mundial de eficiência, o Toyota Prius deu origem à família de híbridos que já soma milhões de unidades produzidas. Importada oficialmente pela Toyota, a terceira geração foi exibida no Salão do Automóvel de 2012 e começou a carreira integrando frotas de táxis nas grandes capitais.

Seu maior atrativo foi o trem de força formado pelo 1.8 a gasolina trabalhando em conjunto com um motor elétrico. O quatro cilindros de 16 válvulas e comandos variáveis funciona em ciclo Atkinson e gera 99 cv. A aerodinâmica apurada também ajuda o Prius a superar os 20 km/l de gasolina, na cidade ou estrada.

Toyota Prius 2016
(Marco de Bari/Quatro Rodas)

A potência combinada é de 138 cv, transmitida ao eixo dianteiro por um câmbio eCVT, pois é dentro dele onde estão os dois motores elétricos. A maior diferença de consumo para um carro convencional é na cidade, onde o motor elétrico mais potente costuma atuar sozinho enquanto houver carga na pequena bateria.

Compartilhe essa matéria via:

Não precisa plugar o Prius na tomada: a bateria é recarregada pelo próprio motor a gasolina, em situações de freio motor e pela função de regeneração da energia cinética das frenagens. Também é possível rodar só com o motor elétrico, no EV Mode, por até 2 km.

Toyota Prius reestilizado
(Divulgação/Toyota)

Com 2,70 metros entre os eixos, há espaço para cinco adultos e um porta-malas de 445 litros. A versão única trazia sete airbags, partida sem chave, piloto automático, ar digital, couro, som JBL, central multimídia com câmera de ré e head up display.

A redução no imposto de importação para híbridos fez o preço do Prius reduzir consideravelmente na linha 2015, o que colaborou para a forte queda no preço dos seminovos.

Continua após a publicidade
Toyota Prius reestilizado
(Divulgação/Toyota)

Hoje já é possível encontrar exemplares da terceira geração por valores bem abaixo da tabela: verifique apenas se o Prius oferecido não integra o primeiro lote duramente castigado como táxi.

Em 2016, maior e mais baixo e com design polêmico, a quarta geração ganhou plataforma global TNGA e potência combinada de 123 cv, dando mais representatividade ao uso dos motores elétricos. Virou sucesso de vendas no segmento antes do lançamento do Toyota Corolla Hybrid com o mesmo conjunto mecânico.

Toyota Prius reestilizado

Após o lançamento do Corolla Híbrido, a quarta geração do Prius ainda recebeu uma reestilização no Brasil. A linha 2019 chegava com faróis espichados, lanternas com formato horizontal e novas calotas aerodinâmicas de duas cores foram introduzidas às rodas de liga leve. 

Além disso, o pacote de equipamentos ficou mais recheado, com direito a tela de sete polegadas com função pinça e projeção de celulares. Ainda trazia ESP, ar bizona, faróis e luzes diurnas de led, sensor de chuva, bancos aquecidos e carregador de celular sem fio. Mas não havia grandes vantagens frente ao Corolla, que custava menos.

Continua após a publicidade

Toyota Prius reestilizado

Com a mesma mecânica, os Toyota Corolla e Corolla Cross híbridos fizeram muito mais sucesso que o Prius, com seu design diferente. Com isso, a Toyota tirou seu híbrido mais famoso do mercado brasileiro em 2021. A desconfiança dos interessados está na durabilidade da bateria e do motor elétrico, mas todas as unidades ainda estão cobertas pela garantia de oito anos para o conjunto.

Além do custo de manutenção similar ao do Corolla, pode haver incentivos fiscais: a cidade de São Paulo isenta o Toyota Prius do rodízio e reduz o IPVA em 50%. Mas como chegou ao Brasil dois anos antes do Corolla Híbrido, pode ser encontrado a partir de R$ 85.000 – preço de carro compacto 1.o manual, como um Hyundai HB20 2024.

Problemas e defeitos do Toyota Prius

Toyota Prius 2016

TRANSMISSÃO CVT – O fluido do câmbio deve ser inspecionado a cada 48.000 km e substituído obrigatoriamente aos 190.000 km sob condições ideais de uso, mas a troca é altamente recomendada depois da compra de um modelo usado.

Continua após a publicidade

Cabeçote 1 – Embora não seja recorrente, há relatos de consumo excessivo de óleo no motor 2ZR-FXE, problema que leva à carbonização das válvulas e a danos ao catalisador. Na dúvida, peça que um profissional verifique o estado das velas de ignição e a compressão dos cilindros.

Cabeçote 2 – A troca de óleo fora dos intervalos recomendados compromete a vida útil da corrente responsável pelo acionamento dos comandos de válvulas. Ruídos anormais podem indicar desgaste em outros componentes como tensionador, engrenagens e outros componentes.

Suspensão – Por ser robusta, ela é quase sempre negligenciada: amortecedores vazando e coifas rasgadas são indícios de problemas à vista. A quarta geração pede atenção pelo maior número de componentes na suspensão traseira.

Recalls – Um é de 397 unidades fabricadas de julho de 2012 a junho de 2013 por falha no módulo do inversor do sistema híbrido. O outro é para 5.547 carros produzidos de 2015 a 2018, cujo atrito no chicote elétrico pode levar a curto-circuito e até incêndio.

A voz do dono

Nome: Marcus Manfrini
Idade: 59 anos
Profissão: engenheiro mecânico
Cidade: Indaiatuba (SP)

Continua após a publicidade

O que eu adoro

“Estou no segundo Prius: além da economia de combustível e do silêncio, é ótimo saber que colaboro com a qualidade do ar. Todos os itens são de excelente qualidade, o que gera um baixo custo de manutenção.”

O que eu odeio

“Faltam porta–objetos e itens compatíveis com o preço, como teto solar, freio de estacionamento eletrônico e fechamento automático de portas e vidros. Também faz falta a versão plug-in.”

Preço médio dos Toyota Prius usados (KBB)

Modelo 2016 2017 2018 2019 2020 2021
Toyota Prius R$ 85.000 R$ 89.300 R$ 96.864 R$ 119.500 R$ 150.000 R$ 160.000

Preço das peças

Peças Original Paralelo
Para-choque (dianteiro) R$ 880 R$ 800
Farol completo (cada um) R$ 4.999 R$ 2.100
Discos de freio (par dianteiro) R$ 832 R$ 490
Pastilhas de freio (par dianteiro) R$ 285 R$ 280
Amortecedores (os quatro) R$ 1.814  –
Kit de embreagem R$ 651 R$ 500

O que nós dissemos

ED-QRODAS-677-79-[10595557_2].pdf

dezembro de 2015  “A cabine ficou mais espaçosa devido ao aumento da largura interna em 1,5 cm, do avanço da coluna dianteira e do deslocamento das baterias para debaixo dos assentos. (…) O novo Prius melhorou 60% em rigidez torcional. (…) A nova arquitetura incluiu uma nova suspensão independente, do tipo duplo A, na traseira.”

Pense também em um…

QR 647 FUSION 01.eps

Continua após a publicidade

Ford Fusion Hybrid  Une a eficiência do Prius a um estilo mais sóbrio. O consumo de 19,2 km/l na cidade e 16,8 na rodovia é mérito do conjunto híbrido com potência combinada de 190 cv que o leva até 100 km/h em 10,2s. Oferece maior espaço e itens exclusivos como bancos elétricos e oito airbags, mas o porta-malas cai para 392 litros (são 412 do Prius).

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.