Assine QUATRO RODAS por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Carros elétricos desvalorizam mais que os carros a combustão, diz estudo

Sucesso entre os zero-km, no mercado de usados os carros elétricos ainda são vistos com desconfiança

Por Guilherme Fontana Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 4 dez 2023, 07h50 - Publicado em 4 dez 2023, 07h50

Os carros elétricos têm feito sucesso entre os zero-quilômetro no Brasil. As vendas e a oferta desses modelos crescem a cada dia. Porém, a realidade entre os usados é diferente. Eles ainda são tratados com desconfiança, fazendo com que sua desvalorização fique acima da média de outros segmentos, inclusive dos híbridos.

Estudo feito pela Mobiauto, plataforma online de compra e venda, mostrou que os elétricos têm desvalorização média que passa do dobro do mercado geral, considerando o acumulado de janeiro a outubro, na comparação com o mesmo período de 2022.

A variação foi de -16,28%, mais que o dobro da sofrida pela soma de todo o mercado, que foi de -7,87%. O Mercedes EQC sofreu a menor desvalorização do segmento, com -3,89%, contra -29,1% do Audi e-tron, antes de se tornar Q8 e-tron. O ranking ainda não inclui os BYD, que foram lançados mais recentemente.

audi e-tron s sportback
Audi E-tron S Sportback (Fernando Pires/Quatro Rodas)

Segundo apurado por QUATRO RODAS, entre os fatores que influenciam está a desconfiança sobre a durabilidade mecânica dos modelos, em especial da bateria, mesmo que este componente tenha garantia média de oito anos entre os vendidos no Brasil. Por ainda serem caros, os usados também sofrem um golpe dos novos, já que o mercado de elétricos ganha, a cada dia, novas opções e por preços mais atraentes. Alguns usados figuram como modelos obsoletos por preços próximos aos dos novos, mais modernos.

Compartilhe essa matéria via:

Lojistas relatam as dificuldades para a revenda dos elétricos. Marcos Dutra, de uma multimarcas na cidade de São Paulo (maior mercado dos elétricos), diz estar há quase um ano com unidades de Peugeot e-208 GT, Audi e-tron e Renault Zoe em busca de um novo dono. “Os clientes preferem elétricos zero-quilômetro por preço e por não confiarem no estado das baterias, que eles apontam ser muito caras para reposição.”

Os híbridos sofrem menos preconceito e desvalorização: a média foi de -8,78%, segundo a Mobiauto.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Os automóveis estão mudando.
O tempo todo.

Acompanhe por QUATRO RODAS.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.