Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

VW Polo, Virtus e T-Cross sofrem com desgaste prematuro dos pneus

Proprietários relatam desgaste acentuado nos pneus que equipam a linha VW Polo, Virtus e T-Cross

Por Waldez Carmo Amorim Atualizado em 11 Maio 2021, 16h52 - Publicado em 12 fev 2021, 08h00

Até a coluna B, tudo igual ao Polo. Dalí para trás, tudo diferente (e maior)

É comum os modelos avaliados por QUATRO RODAS chegarem ao final do teste de Longa Duração com os pneus ainda em condições de rodagem, diferente do que ocorre com os proprietários de Polo, Virtus e T-Cross, não importando a marca ou medida dos compostos.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90

A médica Carla Emanuelle, de Aracaju (SE), dona de um T-Cross 250 TSI 2019 equipado com pneus Bridgestone Turanza 205/55 aro 17, diz que teve de trocar os quatro pneus do carro com cerca de 16.000 quilômetros rodados por causa de desgaste acentuado.

O estudante André Neiva, de Juiz de Fora (MG), dono de um Virtus Comfortline 2018 200 TSI equipado com pneus Goodyear Efficientgrip 205/55 aro 16, também reclama. “Os pneus do meu carro acabaram após 30.000 quilômetros. Na concessionária me explicaram que o desgaste varia de acordo com o uso, e que os pneus acabaram porque utilizo o veículo na estrada”, conta.

Volkswagen T-Cross Comfortline 200 TSI
Divulgação/Volkswagen
Continua após a publicidade

O Polo é o modelo com maior número de queixas, como é o caso do engenheiro Leonardo Fonseca Lana, de Belo Horizonte (MG), dono de um Polo Highline 200 TSI 2020 equipado com pneus Goodyear Efficientgrip nas medidas 195/55 aro 16.

“Rodando apenas em asfalto, calibrando os pneus a cada 15 dias, tendo controle de tração e ABS, ou seja, evitando arrancadas e frenagens bruscas, os pneus dianteiros do meu carro atingiram o TWI (ponto na banda de rodagem que indica a necessidade da troca) aos 15.500 quilômetros, mesmo eu fazendo o rodízio com 10.000 quilômetros na concessionária”, afirma. “Mesmo que a autorizada não tenha realizado o serviço descrito na nota, essa é uma quilometragem muito baixa”, fala Leonardo.

Leonardo e seu Polo com pneus desgastados
Leonardo e seu Polo com pneus desgastados. Rafael Queiroz Resende Mota/Quatro Rodas

A VW respondeu que os pneus são itens de desgaste e sua duração pode variar em função de diversos fatores, e orientou os proprietários que observarem desgaste prematuro a procurarem uma concessionária da marca para análise e diagnóstico técnico, com o objetivo de aumentar a vida útil dos pneus.

O povo reclama

“Calibro semanalmente, faço rodízio a cada 7.000 km e os pneus estão lisos com menos de 30.000 km.” Ruy Luiz Novaes, advogado, Campo Grande (MS), dono de Polo Highline 200 TSI 2019

“Os dianteiros acabaram com 9.000 km e os traseiros com 15.000 km. Preferi vender o carro.” Christian Bento, investigador de polícia, Guaxupé (MG), Polo Highline 200 TSI 2018

“Na concessionária disseram que o desgaste varia de acordo com o uso.” André Neiva, estudante, Juiz de Fora (MG), Virtus Comfortline 200 TSI 2018

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Continua após a publicidade

Publicidade