Clique e assine por apenas 8,90/mês

Os carros com preços fora da realidade do Brasil

Seja pelo preço, seja pela idade do projeto, alguns carros vendidos no Brasil têm custo fora da realidade

Por Henrique Rodriguez - 25 out 2018, 19h07
A versão quatro portas da Pajero Full custa R$ 256.990, enquanto o Toyota SW4 SRX de sete lugares sai por R$ 256.990 Denis Freitas/Quatro Rodas

O preço de lançamento de um carro é definido de acordo com o preço dos concorrentes e pesquisas com clientes em potencial. Com o passar do tempo, porém, reajustes podem levar os valores a níveis fora da realidade do mercado.

Um desses casos é o Fiat Doblò Adventure, tabelado em R$ 95.490 – R$ 4.000 mais caro que um Jeep Renegade Longitude. É um carro antiquado, com projeto de 2001 contra um de 2015 mais seguro, sucesso de vendas, com o mesmo 1.8 E.torQ modernizado (são 139 contra 132 cv) e ainda um câmbio automático (de seis marchas).

Outro caso envolve as duas picapes da Fiat. Enquanto a Fiat Strada Adventure, agora vendida apenas com cabine dupla, custa R$ 79.490, a Toro Freedom tem preço promocional de R$ 79.990. Além de ser maior e mais espaçosa, a Toro também leva vantagem pelo câmbio automático e projeto muito mais moderno.

Há casos no mesmo segmento. Fontes da Mitsubishi já disseram que o Pajero Full não terá atualização. Será mantido como está, numa plataforma usada desde 1999, enquanto houver interesse do mercado.

Continua após a publicidade

Hoje a versão quatro portas a diesel custa R$ 251.990, enquanto o Toyota SW4 SRX de sete lugares sai por R$ 256.990. Não é uma pechincha, mas mudou em 2016 e tem computador de bordo, ao contrário do Pajero. 

O Peugeot 5008 prova que o preço pode disparar em poucos meses: o Griffe Pack custava R$ 157.490 no lançamento, em abril. Agora custa R$ 181.990 – R$ 1.000 a menos que um Subaru Outback 3.6, que tem 256 cv (contra 165 cv) e ainda é 4×4.

Publicidade