Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

O que muda em carros elétricos nos testes de impacto?

As principais alterações levam em conta o posicionamento e o tamanho das baterias de alta tensão

Por Da Redação
Atualizado em 11 Maio 2021, 16h21 - Publicado em 3 set 2018, 14h52
.
A ausência de motor na frente exigiu reforços extras no BMW i3 (Divulgação/BMW)

Quais as diferenças no desenvolvimento de um veículo elétrico para adequá-lo aos testes de impacto? – Gustavo Mérida, Vitória (ES

As principais mudanças em um veículo elétrico levam em conta o posicionamento e o tamanho das baterias de alta tensão.

Por serem grandes e pesadas, elas geralmente são colocadas no assoalho, que precisa ser reforçado para suportar essa carga que normalmente não existe em automóveis convencionais.

Continua após a publicidade

Além disso, os acumuladores de íon-lítio precisam ter proteção extra contra impactos, pois perfurações ou danos mais severos na bateria podem ocasionar incêndios intensos e difíceis de serem controlados.

Jaguar I-Pace
Todas as baterias do Jaguar I-Pace ficam no assoalho do SUV (Divulgação/Jaguar)

Além disso, em modelos com motor elétrico traseiro (como o BMW i3 ou o Tesla Model 3), é preciso compensar a ausência de uma sólida massa de metal na dianteira ao levar em conta a legislação de testes de impacto.

Continua após a publicidade

Com um obstáculo a menos para absorver a energia em uma colisão (o motor a combustão), a estrutura frontal precisa ser reforçada para manter a integridade do habitáculo.

A diferença também ocorre em menor proporção em veículos com motor dianteiro, pois o propulsor elétrico é consideravelmente menor e mais leve que um conjunto a combustão.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.