Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O que fazer quando as longarinas do carro são prejudicadas em uma colisão?

A longarina faz parte da estrutura de um automóvel e se não tiver uma reparação correta poderá condenar o carro

Por Leonardo Barboza 2 jun 2021, 02h04
As longarinas são como uma espinha dorsal dos veículos
As longarinas são como uma espinha dorsal dos veículos Silvio Gióia/Quatro Rodas

Sofri um acidente que tirou as longarinas da posição. Melhor consertar ou substituir por novas? – Ramon Dias, Santos Dumont (MG)

As longarinas são a estrutura central do veículo, como a espinha dorsal. Qualquer desalinhamento ou falha na montagem pode comprometer toda a estrutura e as características dinâmicas de rodagem.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 

Daí a substituição por peças novas ser a alternativa mais recomendada. Segundo o engenheiro Camilo Adas, da SAE Brasil, a reparação inadequada da longarina pode provocar danos de estabilidade dinâmica do veículo ou problemas pontuais em peças que não sejam bem remontadas.

O estiramento a frio é uma das metodologias, mas há outras formas de reparar, dependendo do tipo de deformação.

Os fabricantes seguem critérios extremamente precisos e rígidos de montagem e de calibração, que são alcançados pelo uso de equipamentos específicos, eles conhecem a complexidade de se realizar reparo em longarinas. Daí a substituição por peças novas ser mais recomendada.

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Capa Quatro Rodas 744 Abril 2021

Continua após a publicidade
Publicidade