Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Correio Técnico: Preciso resfriar as turbinas do carro antes de desligar?

Método recomendável em veículos antigos ou preparados foi substituído por proteções eletrônicas em modelos modernos

Por Rodrigo Ribeiro Atualizado em 1 jul 2021, 17h15 - Publicado em 1 jul 2019, 10h01
Volkswagen Amarok Highline V6
Tanto a Amarok V6 quanto a 2.0 possuem refrigeração independente dos turbocompressores Henrique Rodrigues/Quatro Rodas

Tenho uma Amarok e queria saber se é necessário manter o motor funcionando por alguns segundos para resfriar as turbinas antes de desligar – Carlos Ichimura, por e-mail

Esse processo não é mais necessário em veículos a diesel ou gasolina modernos.

Segundo a Volkswagen, seus motores sobrealimentados possuem tecnologia para garantir a refrigeração do turbocompressor mesmo com o conjunto desligado, independentemente do combustível usado.

A parte mais crítica do turbocompressor é a refrigeração da árvore (“eixo”) que liga a turbina e o compressor Divulgação/Porsche

Esses recursos, comuns também a outras marcas, incluem uma bomba elétrica de fluido de arrefecimento, que fica ativa para resfriar o óleo parado ao redor da árvore do turbocompressor, evitando seu superaquecimento.

Como motores antigos não tinham esse sistema, esse fluido lubrificante “cozinhava”, literalmente, dentro do turbo, perdendo sua eficácia e podendo até travar o rotor.

  • Tem outras dúvidas? Envie sua pergunta para correiotecnico@abril.com.br!

    Continua após a publicidade
    Publicidade