Correio Técnico: O que acontece se um carro automático vai para trás em D?

Comportamento do carro quando ele anda "ao contrário" depende do tipo de câmbio que ele usa

Deixar o carro descer ladeira abaixo quando estiver em Drive não é recomendável

Deixar o carro descer ladeira abaixo quando estiver em Drive não é recomendável (Divulgação/Renault)

O que acontece quando um veículo com câmbio automático vai para trás em Drive, como em uma ladeira íngreme? – Thiago Lopes, São Paulo (SP)

Geralmente nada. Nesse tipo de transmissão, as diferenças de rotação entre motor e câmbio são compensadas pelo próprio conversor de torque.

A arquitetura do engrenamento planetário e o conversor de torque permitem que o veículo, quando em D, desça a ladeira íngreme sem complicações críticas à transmissão.

Se a velocidade for elevada, porém, alguns carros podem desligar automaticamente o motor para evitar danos no conjunto. Em subidas leves, muitos veículos automáticos são capazes de ficar parados em Drive usando apenas a força do motor. Mas não é recomendável fazer isso para evitar superaquecimento do conversor de torque.

Pelo mesmo motivo, em manobras de ré (ou vice-versa) é recomendado parar completamente o carro usando somente o freio para só depois mover a alavanca de câmbio para inverter a marcha.

Embreagem muda a história

Carros automatizados de uma ou duas embreagens “se protegem” de abusos do motorista

Carros automatizados de uma ou duas embreagens “se protegem” de abusos do motorista (Fernando Moraes/Quatro Rodas)

Veículos com a caixa automatizada de uma ou duas embreagens lidam melhor com essa situação, mas são menos resistentes a abusos.

Quando este tipo de modelo está em Drive em uma ladeira e começa a ir para trás sem que o pedal do acelerador seja acionado, a embreagem fica desacoplada e ele se comporta como se estivesse em neutro.

Isso ajuda a preservar o conjunto, mas se você decidir acionar o acelerador antes de parar o veículo o estrago é maior. Ao contrário do conversor de torque, a embreagem não usa um fluido para transmitir a força do motor ao câmbio.

Se o carro estiver indo no sentido contrário ao selecionado no câmbio, o disco vai estar girando no sentido contrário ao do platô. Isso aumentará exponencialmente o desgaste da embreagem, além de levar o conjunto ao superaquecimento.

Tem outras dúvidas? Envie sua pergunta para correiotecnico@abril.com.br!

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s