Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Como garantir energia de sobra na bateria do seu carro

Com cuidados simples, a bateria do carro pode durar muito mais

Por Gustavo Henrique Ruffo
Atualizado em 3 Maio 2021, 16h23 - Publicado em 28 out 2016, 18h50

Bateria automotiva
Cuidados para fazer a bateria durar mais (Xico Buny/Quatro Rodas)

A bateria do carro até pode apresentar uma falha, especialmente depois de alguns anos de uso, mas saiba que ela é mais um indicador de problemas do que uma fonte deles. Isso ocorre porque ela é apenas um simples acumulador de energia.

Quando o automóvel está com o motor ligado, a eletricidade vem do alternador. Se essa peça está com alguma avaria, não carrega a bateria adequadamente ou provoca sua sobrecarga, causando danos. Nas baterias modernas, seladas e sem manutenção, isso é ainda mais verdadeiro.

Porém, há formas de assegurar que ela dure mais tempo. Especialistas estimam que sua vida útil é de dois a três anos, em média, podendo chegar até mais longe.

Continua após a publicidade

Para saber o que fazer para conservá-la sempre em bom estado, pedimos as dicas para Antônio Gaspar de Oliveira, diretor do Sindirepa-SP (sindicato das oficinas independentes de São Paulo).

Revise o sistema elétrico

Se ele tiver algum problema, é a bateria que sofre. E a solução pode ser simples, como a correia frouxa. A revisão também protege itens importantes, como a central de injeção.

Peça a inspeção sempre que deixar o carro na revisão anual. Luzes que variam de intensidade com a aceleração ou dificuldades na partida podem ser sinais de falhas no sistema.

Continua após a publicidade

Desligue todos os componentes elétricos e eletrônicos antes de ligar o motor

A partida é o momento que mais exige da bateria. Quanto mais equipamentos ela tiver de alimentar, maior será a exigência. Depois que o motor estiver funcionando, ligue o que precisar: rádio, ar-condicionado, faróis…

Se o carro for ficar parado por mais de 15 dias…

Peça a alguém para ligar o motor. O certo é fazê-lo no mínimo a cada 15 dias (o ideal é toda semana), para que o consumo de energia de itens como som, central da injeção e alarme não descarregue a bateria.

Continua após a publicidade

Não parece, mas esses são equipamentos que nunca desligam. Aliás, é por isso mesmo que não se deve desconectar a bateria de carros modernos ou de luxo. Se ela for desativada, eles podem perder codificações que só a concessionária pode recuperar.

Evite instalar acessórios não originais no carro

Não só pela complexidade dos sistemas elétricos atuais, mas também por conta do consumo de energia que eles podem representar.

A amperagem da bateria original pode não ser suficiente. Exigir mais do que ela pode entregar é certeza de diminuição do seu tempo de vida útil.

Continua após a publicidade

Acionar as luzes, inclusive internas, ou ligar o rádio e outros sistemas com o motor desligado…

É mau negócio. Assim, a energia sai toda da bateria – o correto seria vir do alternador. Essa descarga acaba desgastando a bateria e reduzindo sua durabilidade.

Se o carro está demorando mais para dar a partida…

Cuidado para não insistir demais. Além de forçar o motor de arranque, desgasta muito a bateria. A demora pode indicar algo mais grave, especialmente se não houver uma queda de temperatura que justifique a demora na ignição.

Continua após a publicidade

A bateria convive mal com o calor

Quanto mais quente for o ambiente em que ela vai trabalhar, menor sua durabilidade. É mais um motivo para estacionar o automóvel sempre em local protegido do sol.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.