Clique e assine por apenas 8,90/mês

Como funcionam as câmeras de ré com visão de 360 graus?

Antes disponível apenas em modelos mais caros, a tecnologia já é oferecida em carros como o Nissan Kicks

Por Da Redação - 16 out 2017, 13h49
Nissan Kicks SL
Visão aérea exibida na tela da central multimídia é uma simulação Christian Castanho/Quatro Rodas

Como uma câmera de ré consegue criar o efeito 360º com uma só câmera, como no caso do Nissan Kicks? – Breno Souza, Guarulhos (SP)

A visão de 360 graus da maioria dos carros usa quatro câmeras, como o Nissan Kicks. Localizadas na dianteira, na traseira e embaixo de ambos os retrovisores, elas geram visualizações que uma central transforma numa só imagem, oferecendo uma vista aérea simulada do entorno do veículo.

Sempre que o motorista aciona a ré, a imagem é exibida no monitor central, que pode ser utilizado como assistente de estacionamento ou um detector de obstáculos – como um pedestre em movimento. Neste caso, o sistema emite um aviso sonoro para alertar o condutor, evitando assim um atropelamento.

No Kicks, há uma opção de ver só a lateral direita do carro (como se fosse um “espelho digital”), ao apertar o botão “Câmera”, à esquerda da tela.

Continua após a publicidade

No entanto, a visualização aérea é simulada com o gráfico do veículo ao centro da tela. E isso dá a impressão de que o carro está sendo filmado por cima. Em sistemas de veículos mais sofisticados (BMW, Mercedes e Porsche, por exemplo), soma-se ao recurso a alta resolução das câmeras, o que dá ainda mais nitidez às imagens.

Publicidade