Clique e assine por apenas 5,90/mês

Autodefesa: falha no start-stop do Mercedes Classe C custa até R$ 25.000

Proprietários reclamam de problema no sistema de desligamento automático do motor, que obriga a troca da bateria auxiliar e até do alternador

Por Waldez Carmo Amorim - Atualizado em 16 jul 2019, 08h58 - Publicado em 16 jul 2019, 07h00
Mercedes C180
Mercedes-Benz C180 2017 Pedro Bicudo/Quatro Rodas

Que tal pagar mais de R$ 4.000 por uma simples bateria, que nem é necessária para fazer um veículo funcionar?

Pois esse é o sufoco enfrentado por donos de Mercedes-Benz Classe C a partir de 2014. Eles apresentam mau funcionamento no start-stop, sistema que desliga e religa o motor em paradas rápidas para poupar combustível.

O administrador de empresas Carlos Eduardo Dufour Ramires, de Laguna (SC), conta que seu C 200 2014 começou a apresentar a falha logo após a compra.

“O start-stop deixou de funcionar e acendeu no painel o aviso de problemas com a bateria auxiliar. A autorizada logo trocou essa bateria, pois disseram que já conheciam a falha. O pior foi a espera de quase um mês pela peça”, lembra.

Mas se para Ramires a troca não pesou no bolso porque o reparo foi em garantia, o médico Rogério Neves, de Balneário Camboriú (SC), não teve a mesma sorte com seu C 250 Sport 2015.

“Um mês após o término da garantia, a bateria auxiliar estragou. Como a peça na concessionária custava entre R$ 4.000 e R$ 6.000, preferi trazer da Alemanha”, afirma.

Mercedes C180
Falha aparece nos sedãs fabricados a partir de 2014 Pedro Bicudo/Quatro Rodas

O pior é quando a falha no sistema afeta também o alternador, como aconteceu com a advogada Ana Martha Cunha, de São Paulo (SP).

Continua após a publicidade

“Apareceu o aviso no painel e meu carro parou no meio da rua. Na concessionária, disseram que o conserto ficaria em R$ 25.000 porque teriam de trocar o alternador também”, explica a dona de um Mercedes C 200 2015.

Inconformada com um orçamento tão caro, a advogada diz que acionou a própria montadora. “Mostrei que a falha é comum e eles condicionaram a troca do alternador ao pagamento da terceira revisão e  fechamos o valor final em R$ 4.000.”

Segundo oficinas especializadas em sistemas eletrônicos, essa falha no Classe C ocorre principalmente por causa das baterias responsáveis pelo funcionamento do sistema start-stop, que teriam uma vida útil muito curta.

Além dos casos envolvendo o ClasseC, também há registros desse tipo de falha com alguns Classe A.

Consultada, a Mercedes-Benz do Brasil não se pronunciou sobre o caso até o fechamento desta edição.

O povo reclama

“Após o problema no start-stop, a autorizada disse que eu teria que comprar uma bateria de R$ 4.500, mas acabei consertando por apenas R$ 500.” João Carlos Claumann, Balneário Camboriú (SC), proprietário de um C 180 2014

“No meu carro, a falha no start-stop atingiu o alternador também. Assim, a concessionária disse que o conserto ficaria em R$ 25.000.” Ana Martha Cunha, São Paulo (SP), dona de um C 200 2015

“Quando o meu carro apresentou a falha, a autorizada acabou assumindo o reparo, mas precisei esperar 20 dias para a nova peça chegar.” Carlos Eduardo Ramires, Laguna (SC), dono de um C 200 2014

Continua após a publicidade
Publicidade