Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Aceleração no Troller T4

Donos reclamam de "buracos" na aceleração que comprometem a segurança

Por Waldez Carmo Amorim Atualizado em 22 abr 2021, 15h35 - Publicado em 8 ago 2013, 01h17

auto-defesa auto-defesa

Tudo o que o dono espera de seu jipe é que corresponda à imagem de robustez e confiabilidade que esse veículo costuma ter. Mas, para uma parte de seus donos, não é o que acontece com o Troller T4. Eles reclamam de falhas de funcionamento e apagões do motor turbodiesel de 3,2 litros dos modelos 2012 e 2013. “O problema já é bem conhecido, tanto que na rede autorizada ele é chamado de ‘buraco na aceleração’: o motor deixa de responder por alguns segundos ao comando do acelerador”, diz o engenheiro Guilherme Puglia Barbosa, de São José dos Campos (SP), proprietário de um modelo 2012. “Após várias visitas à concessionária, disseram que não tem o que fazer. Já trocaram os quatro bicos injetores, a turbina e todo o chicote elétrico do motor, mas o defeito persiste. Agora até a luz da injeção vive acendendo.”

A maior reclamação dos donos é o risco à segurança dos ocupantes, pois a falha pode aparecer numa ultrapassagem, como ocorreu com o Troller 2013 da administradora Fabiana Rennó Cordeiro, de Jundiaí (SP). “Nos 90 dias em que estou com meu jipe, ele ficou mais de 30 dias na oficina por causa da falha do motor. Numa das vezes, o motor parou quando eu ultrapassava um caminhão. A concessionária não sabe o que fazer. Já trocaram várias peças e o defeito continua”, afirma Fabiana.

Por causa da frequência do problema, é comum os jipes ficarem parados na concessionária por falta de peças, como relata a dentista Luana Cristina Amendola, de Americana (SP), dona de um T4 2012. “Estava andando na cidade e o motor apagou. Tive de pedir ajuda aos pedestres para empurrá-lo até um local seguro. Não tenho mais confiança no carro.

“Consultamos autorizadas em Natal (RN), Belo Horizonte (MG) e Florianópolis (SC), cidades onde a utilização do Troller em trilhas é comum, e a solução apresentada pelos mecânicos foi a mesma: troca da turbina e/ou a colocação de uma mola na mangueira que leva o ar ao turbo. O reparo, porém, não elimina as falhas de vez, segundo os proprietários consultados. Além dos oito casos apurados para esta reportagem, encontramos 15 donos de Troller com o mesmo defeito relatados pelo site 4×4 Brasil, especializado em off-road.

O POVO RECLAMA

“Após consertarem meu carro várias vezes, o motor apagou na rodovia, colocando minha vida e da minha filha em risco.”

Herman Carraro empresário, Rio de Janeiro (RJ)

“Meu jipe ficou 40 dias na autorizada para trocar a turbina e a mangueira, mas o motor continua a apresentar falhas.”

Continua após a publicidade

Paulo Roberto Fogaça empresário, São Paulo (SP)

“Levei o carro três vezes à oficina. Após trocarem o chicote, a falha reapareceu no meio da estrada.”

Vitor de Sá Abreu empresário, São Paulo (SP)

RESPOSTA

A Troller informa que “todos os casos citados pela QUATRO RODAS já foram atendidos” e que “continua à disposição de seus clientes para qualquer esclarecimento adicional”.

CONTE-NOS SEU PROBLEMA

Seu carro tem algum defeito de fabricação ou de projeto que o deixa irritado? Ouviu falar de problema que mereça um recall? Passou por uma situação em que seus direitos de consumidor foram violados? Então escreva para nós: 4rodas.abril@abril.com.br

Continua após a publicidade

Publicidade