Longa Duração: navegando pelo computador de bordo do Cruze

Computador de bordo supercompleto e multiconfigurável permite ao piloto acompanhar da calibragem dos pneus à vida útil do óleo

Cruze: Android Auto e computador de bordo com 14 páginas de informações

Cruze: Android Auto e computador de bordo com 14 páginas de informações (Christian Castanho)

No mês anterior, o editor Péricles Malheiros fez uma viagem entre são Paulo e Brasília e contou suas impressões sobre o Kicks. Duas semanas depois, o editor cumpriu o mesmo trajeto, mas foi de Cruze.

“Eu estava bastante curioso para saber como ele se comportaria, principalmente para fazer uma comparação com o Audi A3 de Longa”, diz Péricles. Cruze e A3 são rivais diretos com muitos pontos em comum. Ambos os sedãs têm motor 1.4 turbo flex, câmbio automático de seis marchas e dimensões equivalentes.

“A suspensão macia e as trocas de marcha mais suaves fazem com que o Chevrolet pareça um pouco mais lento que o Audi, mas os dois têm desempenho muito parecido, com destaque para as retomadas instantâ­neas”, diz o editor. Nas curvas, porém, o Cruze leva vantagem: “Apesar de mais confortável, ele transmite mais segurança no contorno de curvas.”

Nem o fato de o Chevrolet utilizar eixo de torção na traseira (como o A3 após a nacionalização) ao invés da estrutura independente multilink (como o Civic e o Jetta) trouxe prejuízo. “O comportamento do Cruze ficou acima da média tanto em curvas, que ele engole sem sustos, como em trechos esburacadaos, com raras batidas de fim de curso”.

Além dos pontos comuns, há também as diferenças. “Na viagem, descobri que o Cruze tem o computador de bordo mais completo e configurável da história do Longa Duração. Desde que o piloto cuide para que ele não se transforme em uma fonte de distração, é um ótimo companheiro de viagem.”

Computador de bordo tem 14 páginas de informações

Computador de bordo tem 14 páginas de informações (Christian Castanho)

O computador de bordo pode exibir até 14 páginas previamente selecionadas, com direito a informações como calibragem dos pneus em tempo real, vida útil do óleo do motor e tensão da bateria. “Só sinto falta de um indicador de pressão de trabalho do turbo”, diz Péricles.

O computador de bordo do A3, com suas dez páginas (e parte delas com menos dados que no Cruze), também agrada, mas é menos informativo que o do GM e não permite o mesmo nível de personalização.

O MyLink também agradou: “Com o Android Auto, pude pedir os endereços via comando de voz, sem pegar o celular, e ainda visualizar o mapa do navegador ao qual estou mais familiarizado diretamente na tela do carro. Pena que ele só funciona com o aparelho conectado, via cabo, na porta USB”.

O sistema do Cruze também oferece o CarPlay, compatível com celulares iPhone, da Apple. Assim como o Android Auto, ele exige a conexão com o rádio via cabo.

 

Chevrolet Cruze – 3.931 km

Consumo

  • No mês: 9,2 km/l com 18,8% de rodagem na cidade
  • Desde out/16: 8,5 km/l com 26,9% de rodagem na cidade
  • Combustível: etanol

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 956
  • Película: R$ 300

Ficha técnica

  • Versão: LTZ 1.4T
  • Motor: 4 cil., diant., transv., 1.399 cm3, 16V, flex, 153/150 cv a 5.200/5.600 rpm, 25,5/24 mkgf a 2.000/2.100 rpm
  • Câmbio: aut., 6 marchas
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s