Dream Route: um passeio pelo país a bordo de 45 superesportivos

O Dream Route une alta gastronomia, badalação, estradas de tirar o fôlego e os esportivos mais potentes e exclusivos do Brasil

Comboio a caminho da serra do rio do rastro

Comboio a caminho da serra do rio do rastro (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

Uma frota de 45 carros que somam cerca de R$ 30 milhões e 20.000 cv está longe de ser algo comum de se ver. Não à toa, Florianópolis parou para ver o Dream Route passar.

A QUATRO RODAS acompanhou o evento que reúne alguns dos supercarros mais exclusivos do Brasil (apesar da presença de participantes da Itália, Argentina e Para­guai). A quarta edição foi rea­lizada nas regiões litorâneas e serranas de Santa Catarina.

Lamborguini Aventador atrás de uma Huracan em Florianópolis

Lamborghini Aventador atrás de uma Huracan em Florianópolis (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

De Floripa a Criciú­ma, o destaque foi a passagem pela Serra do Rio do Rastro, um dos cartões-postais mais belos do país.

De cara, paixão por carros e badalação são as palavras-chave do Dream Route. Organizado pelos sócios Vinicius Trapani e Alessandro Magno, o rali de superesportivos inclui hotéis cinco estrelas, jantares requintados e festas nos melhores locais da região.

A F12 é uma das dez no Brasil

A F12 é uma das dez no Brasil (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

Os deslocamentos são feitos a bordo dos carros dos próprios participantes, devidamente adesivados e escoltados pela Polícia Rodoviária.

Todos os modelos participantes do roteiro foram devidamente adesivados

Todos os modelos participantes do roteiro foram devidamente adesivados (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

Nas ruas, nos estacionamentos e em frente aos hotéis, a aglomeração é inevitável. Afinal, não é todo dia que se vê lado a lado carros como Chevrolet Corvette, as Ferrari 458 Italia, F12 Berlinetta e 599 GTB.

Marcaram presença também os Lamborghini Gallardo e Aventador, Bentley Continental, Porsche 911, Dodge Challenger, Audi RS 5 e Mercedes-AMG GT S.

Cena comum: Ferrari seguida por duas Lamborguini Huracan

Cena comum: Ferrari 458 seguida por duas Lamborghini Huracan (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

Todos os percursos foram meticulosamente planejados pela organização com a polícia local, que interditou avenidas e estradas a serem percorridas pelo comboio milionário.

O auge da exclusividade foi ter a Serra do Rio do Rastro fechada só para o desfile, o que deixou centenas de pessoas à espera, gritando, acenando e disputando espaço com seus smartphones.

Multidões recebem os bólidos com sorrisos, acenas e câmeras nas mãos

Multidões recebem os bólidos com sorrisos, acenas e câmeras nas mãos (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

Na serra, a experiência é única: além da sequência de carrões com seus belos roncos, a paisagem deixa qualquer um sem palavras pela imponência de seus 1.400 metros de altitude e mais de 250 curvas fechadas – algumas de 180o.

Entre os participantes, alguns destaques. O Lamborghini Aventador SV é o único da América Latina. Importado de forma independente pelo goiano Marcelo Torquato, o bólido chegou por cerca de R$ 4,5 milhões.

O modelo participante do evento é o único da América Latina e custou cerca de R$ 4,5 milhões

O modelo participante do evento é o único da América Latina e custou cerca de R$ 4,5 milhões (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

Outro destaque ficou por conta de Gisele Genaro: dona de uma Ferrari Cali­for­nia, a apaixonada por conversíveis é a primeira piloto feminina do Dream Route.

“As pessoas acham o máximo ver uma mulher em uma Ferrari vermelha”, comentou Gisele. “Nada melhor do que pegar uma estrada com a capota aberta para curtir o carro”, completou a empresária.

A empresária Gisele Genaro, única mulher a integrar a equipe a bordo de sua Ferrari

A empresária Gisele Genaro, única mulher a integrar a equipe a bordo de sua Ferrari (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

Para participar, basta ter um automóvel à altura e pagar a inscrição de até R$ 18.000. Se isso não for problema, vá com a certeza de que a viagem vale cada centavo.

desvalorização de mais quatro

A parada para o almoço transforma qualquer estacionamento em um salão do automóvel ao ar livre (Fernando Marques e Guilherme Nascimento/Quatro Rodas)

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Lucas Santos

    Correção: Uma Ferrari 458 seguida por uma Lamborghini Huracan e uma Aventador.