Clique e assine por apenas 8,90/mês

Toyota Hilux SRX: o preço da evolução

Referência até poucos anos atrás, a picape se moderniza e ganha itens de luxo, mas cobra preço de carrão

Por Vitor Matsubara - Atualizado em 23 nov 2016, 20h31 - Publicado em 29 jan 2016, 11h06
Toyota Hilux SRX
Novo design segue a identidade da Toyota e lembra o Corolla

A nova Hilux estreou com o pé direito no Brasil. Em seu primeiro mês cheio de vendas, a picape já superou todas as suas rivais – inclusive a líder Chevrolet S10. Fabricada em Zárate, na Argentina, ela está à venda nas versões Chassi-Cabine, Cabine Simples, STD, SR, SRV e a inédita topo-de-linha SRX, sendo que as três últimas são oferecidas apenas com transmissão automática de seis velocidades.

 

Todas as configurações saem de fábrica com tração nas quatro rodas, bloqueio do diferencial traseiro, ar-condicionado, direção hidráulica progressiva, coluna de direção com regulagens de altura e profundidade, aibags de joelho para o motorista (além dos dois obrigatórios) e medidor de economia de combustível. A versão SR acrescenta vidros elétricos com antiesmagamento, travas elétricas e retrovisores elétricos, central multimídia Toyota Play e compartimento do porta-luvas refrigerado.

Toyota Hilux SRX
A tela multimídia de 7 polegadas parece sair do painel

A configuração SRV acrescenta destravamentos das portas, ar-condicionado digital com saída traseira, bancos com ajustes elétricos, partida do motor sem chave, controles de tração e estabilidade, freios ABS com EBD e BAS, painel de instrumentos com TFT colorido, assistentes de subida e descida e faróis com nivelamento automático. Já a SRX terá o pacote completo, com sete airbags (frontais, laterais e de cortina), rodas de liga aro 18 e faróis de LED (principais e diurnos) com nivelamento automático.

Continua após a publicidade

Como acontece nas trocas de geração, a Hilux cresceu. Ela ficou 7 cm mais longa e 2 cm mais larga, mas perdeu 5 centímetros na altura. A distância entre-eixos permaneceu nos 3,08 metros, mas o espaço para os joelhos cresceu 3,5 cm. Se antes a picape já parecia um carro de passeio, agora a distância para o Corolla ficou ainda menor. A dianteira, com grade e faróis parecendo uma peça só, e os leds não negam a semelhança com o sedã. A cabine ganhou acabamento em tons escuros, que reforçam a sensação de refinamento, com apliques imitando fibra de carbono e alumínio – embora os plásticos duros ainda dominem o interior.

Toyota Hilux SRX
Relógio digital destoa da cabine moderna

O volante de três raios também parece ter vindo de um automóvel, oferecendo boa empunhadura e comandos de som e telefone. Apenas dois detalhes des­toam do conjunto: a tela multimídia de 7 polegadas saliente, que parece que não faz parte do painel, e o anacrônico relógio digital, uma herança do Corolla, que lembra o velho Ford Del Rey. Embora todas as picapes judiem dos ocupantes quando a caçamba está vazia, a Hilux pode incomodar um pouco mais por conta da calibragem voltada para o conforto dos passageiros, sacolejando para todos os lados ao transpor buracos e outros tipos de obstáculos, (infelizmente) encontrados tanto em trilhas quanto nas cidades.

Toyota Hilux SRX
Suspensão macia nem parece de picape, mas judia os ocupantes

Por enquanto, a única opção de motorização disponível é a inédita 2.8 1GD a diesel, com turbocompressor de geometria variável e intercooler, no lugar do antigo 3.0. São 177 cv a 3.400 rpm (6 cv a mais que a anterior) e torque maximo de 42,8 mkgf com câmbio manual e 45,9 mkgf se equipada com transmissão automática. As versões bicombustível deve chegar no segundo semestre de 2016. Os preços da Nova Hilux variam de R$ 115.150 a R$ 188.550.

Confira a tabela completa de preços:

Continua após a publicidade

Hilux Chassi 2.8 TDI 4×2 MT: R$ 115.150

Hilux Cabine Simples 2.8 TDI 4×2 MT: R$ 119.000

Hilux Cabine Dupla STD 2.8 TDI 4×2 MT: R$ 131.300

Hilux Cabine Dupla SR 2.8 TDI 4×4 AT: R$ 152.700

Continua após a publicidade

Hilux Cabine Dupla SRV 2.8 TDI 4×4 AT: R$ 167.400

Hilux Cabine Dupla SRX 2.8 TDI 4×4 AT: R$ 188.550

Teste – Toyota Hilux SRX (com diesel)
ACELERAÇÃO
de 0 a 100 km/h: 13,9 s
de 0 a 1000 m: 35 s
VELOCIDADE MÁXIMA n/d
RETOMADAS
de 40 a 80 km/h: 5,9 s
de 60 a 100 km/h: 7,8 s
de 80 a 120 km/h: 10,3 s
CONSUMO
Urbano: 10 km/l
Rodoviário: 12 km/l
RUÍDO INTERNO (dB)
Neutro / RPM máximo: 48,3 / 76 dbA
80/ 120 km/h: 59,3 / 67,2 dbA
AFERIÇÃO
Velocímetro / real: 100 / 94,7 km/h
Rotação do motor a 100 km/h em 5ª marcha 1.500 rpm
Volante: 3,4 voltas
SEU BOLSO
Preço: R$ 188.550
Garantia 3 anos
Concessionárias 141
Seguro: n/d
Ficha técnica
Motor: diesel, dianteiro, longitudinal, 4 cilindros, 16V, turbo common rail, 2 755 cm³, 92,0 x 103,6 mm, 15,0:1, 177 cv a 3 400 rpm, 45,9 mkgf entre 1600 rpm e 2400 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração 4×2 e 4×4
Direção: hidráulica, 11,8 m (diâmetro de giro)
Suspensão: duplo A (dianteiro), eixo rígido (traseiro)
Freios: discos ventilados (dianteiro), tambor (traseiro)
Pneus: 265/60 R18
Peso: 2.090 kg
Peso / potência: 11,8 kg/cv
Peso / torque: 45,5 kg/mkgf
Dimensões: comprimento, 533 cm; largura, 185,5 cm; altura, 181,5 cm; entre-eixos, 308,5 cm; tanque de combustível, 80 l
Equipamentos de série: ar digital, airbag duplo frontal, central multimídia com tela de 7 polegadas, direção hidráulica, DVD, ESP, controle de tração, GPS, TV digital, airbags laterais e de joelho, controle de velocidade em descidas, rodas aro 18
Publicidade