Teste: Honda HR-V muda câmbio e suspensão para corrigir velhos problemas

SUV compacto aposta na suavidade com novos amortecedores e câmbio CVT reprogramado na linha 2019

Faróis ganharam prolongamento cromado alinhado à grade

Faróis ganharam prolongamento cromado alinhado à grade (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Onde hoje existe o disputadíssimo segmento de SUVs compactos, em março de 2015, quando o Honda HR-V estreou no Brasil, havia apenas três modelos: Ford EcoSport, Renault Duster e Chevrolet Tracker. O Honda HR-V desbancou todos eles e o Jeep Renegade e o Peugeot 2008, que chegaram em seguida. Não à toa, foi líder de vendas no segmento em 2015 e 2016.

Agora, o HR-V muda para tentar desbancar o Jeep Compass do topo doranking de vendas e conter a ameaça de Nissan Kicks e Hyundai Creta, dois fortes concorrentes que estrearam nos últimos dois anos.

Novas lanternas têm leds em todas as versões

Novas lanternas têm leds em todas as versões (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Na frente, ele segue Civic e City com a barra cromada mais espessa e com prolongamentos sobre os novos faróis, que ganharam projetores (que melhoram o facho e dão aspecto mais nobre) em todas as versões.

Os nichos dos faróis de neblina (que estreiam na versão LX) estão maiores e têm arestas vivas, como manda o padrão atual dos Honda. Atrás, as lanternas de leds são padrão em todas as versões. Parecem com as da versão Touring, porém são escuras e têm fundo cinza na parte inferior.

Quadro de instrumentos da versão EXL tem os três aros iluminados e é possível personalizar a cor do mostrador central

Quadro de instrumentos da versão EXL tem os três aros iluminados e é possível personalizar a cor do mostrador central (Christian Castanho/Quatro Rodas)

A propósito, a versão topo de linha, Touring, só será atualizada em 2019. Ela poderia receber outros equipamentos exclusivos além dos faróis de led e sensores de ré, como o motor 1.5 turbo de 173 cv do Civic Touring. A Honda não confirma. Certo é que agora as luzes diurnas de led estão em todas as versões e os seis airbags são de série na EXL – a EX tem quatro.

A linha 2019 do HR-V também tem mudanças por dentro. A parte de cima do console central tem acabamento preto brilhante e, nas portas, as maçanetas e os alto-falantes ganharam aros cromados.

Central multimídia da versão EXL tem Android Auto e Apple CarPlay.

Central multimídia da versão EXL tem Android Auto e Apple CarPlay. (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Mas só o EXL tem central multimídia com tela de 7 polegadas com Android Auto e Apple CarPlay – LX e EX mantêm o rádio com tela para visão da câmera de ré – e quadro de instrumentos com aros iluminados, sendo que é possível personalizar a cor do aro central.

A Honda também se preocupou em melhorar o conforto acústico da cabine. Mas só para quem pagar por ele. Isso porque os reforços na parede corta-fogo e no assoalho do carona estão na versão EX, mas não na LX. E só a versão EXL tem mais isolante acústico em todo o assoalho, nas portas, nos para-lamas dianteiros e no porta-malas. Surtiu efeito, mas ainda se escuta o motor 1.8 flex de 140/139 cv quando em aceleração plena.

Bancos dianteiros tiveram apoios para as coxas reforçados

Bancos dianteiros tiveram apoios para as coxas reforçados (Christian Castanho/Quatro Rodas)

As demais alterações técnicas são mais democráticas. A Honda mexeu na programação do câmbio CVT, que simula sete marchas, para aumentar a rotação do motor de forma mais progressiva nas acelerações de média velocidade.

Quer dizer que na hora que você exigir motor em uma retomada a 50 km/h ele não ganhará tanto giro de imediato, melhorando o conforto acústico e as sensações proporcionadas pelo CVT.

Sem mudanças, espaço traseiro continua amplo e versátil

Sem mudanças, espaço traseiro continua amplo e versátil (Christian Castanho/Quatro Rodas)

 (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Nos testes de pista, porém, só houve melhora no consumo: na cidade, passou de 10,4 para 11,7 km/l e na estrada, de 13,1 para 14,3km/l. O zero a 100 km/h piorou de 10,9 s para 11,7 s. As retomadas aumentaram, em média, meio segundo em cada passagem.

Porta-malas tem 437 l de capacidade

Porta-malas tem 437 l de capacidade (Christian Castanho/Quatro Rodas)

Os engenheiros da Honda trabalharam para acabar com a fama de suspensão dura do HR-V. De dezembro de 2015 a setembro, testaram 46 conjuntos dianteiros e 12 traseiros. Optaram por amortecedores com discos retificados, no lugar do tensionamento por molas, e com stop hidráulico, que suaviza os impactos no final do curso do amortecedor.

O HR-V passou a lidar melhor com buracos e quebra-molas, e não bate seco. Além disso, a rolagem da carroceria diminuiu e acontece de forma mais progressiva ao atacar uma curva, lembrando um pouco o comportamento do Hyundai Creta.

Novas rodas aro 17 estão em todas as versões

Novas rodas aro 17 estão em todas as versões (Christian Castanho/Quatro Rodas)

O trabalho da Honda não foi revolucionário, mas coloca o HR-V em pé de igualdade com os novos concorrentes, tanto em nível de equipamentos como no comportamento dinâmico. Resta ver como ficaram os novos preços, que não haviam sido divulgados até o fechamento desta edição.

Teste de pista

  • Aceleração de 0 a 100 km/h: 11,7 s
  • Aceleração de 0 a 1.000 m: 33 s – 164 km/h
  • Velocidade máxima: n/d
  • Retomada de 40 a 80 km/h: 6,4 s
  • Retomada de 60 a 100 km/h: 9 s
  • Retomada de 80 a 120 km/h: 8,2 s
  • Frenagens de 60/80/120 km/h a 0 m: 14,7/26,2/60,3 m
  • Consumo urbano: 11,7 km/l
  • Consumo rodoviário: 14,3 km/l

Ficha técnica – Honda HR-V EXL 2019

  • Preço: R$ 108.500
  • Motor: flex, dianteiro, transversal, 4 cil., 1.799 cm³, 16V, 139/140 cv a 6.300/6.500 rpm, 17,3/17,4 mkgf a 5.000/4.800 rpm
  • Câmbio:CVT, 7 marchas,tração dianteira
  • Suspensão: McPherson (diant.) / eixo de torção (tras.)
  • Freios: disco vent. (diant.), sólido (tras.)
  • Direção: elétrica
  • Rodas e pneus: liga leve, 215/55 R17
  • Dimensões: compr., 432,9 cm; largura, 177,2 cm; alt., 158,6 cm; entre-eixos, 261 cm; altura livre do solo, 20,7 cm; peso, 1.276 kg; porta-malas, 437 l
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

  1. Cross the 100,000 mark and you also get promoted to
    another level – Silver. For this, you should learn details from the
    address you’re going to have to sernd the financial institution draft by calling upp the helpline number given about
    the site. Here you could expesct $50 bonus in your $50 deposit plus $25
    as extra incentive.