Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Alerta de pontos cegos do nosso Chevrolet Onix vê o que não existe

Presença de alerta de pontos cegos no Chevrolet Onix Plus é louvável, mas sistema enxerga coisas que não existem na nossa dimensão

Por Henrique Rodriguez Atualizado em 8 abr 2021, 13h35 - Publicado em 8 abr 2021, 08h00
alerta de ponto gego chevrolet Onix Plus
A luz na face interna da capa dos retrovisores deveria indicar a presença de carros nos pontos cegos Fernando Pires/Quatro Rodas

Pode ser culpa do fôlego do motor turbo? Talvez. Mas muitos proprietários do novo Chevrolet Onix entram em contato conosco para reclamar que a partir dos 140 km/h o carro emite um sinal sonoro e avisa no quadro de instrumentos que o alerta de pontos cegos foi desativado.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 7,90.

As luzes amarelas, que ficam na carcaça dos retrovisores externos, passam a ficar acesas constantemente dos dois lados em alta velocidade. Isso ocorre, de fato, e não há como desligar o aviso (o que serve para lembrar das limitações do recurso).

No nosso Onix Plus, porém, o comportamento do sistema é mais inusitado. “Percebi quando estava em velocidade de cruzeiro que as luzes do alerta de pontos cegos ficavam acendendo e apagando sem motivo. Em um primeiro momento, até pensei que fosse por causa da chuva, mas, no dia seguinte, sem chuva, voltou a acontecer até mesmo quando estava transitando pela faixa da esquerda”, relatou o repórter Igor Macário.

Ele ainda chegou a conferir o estado dos sensores na lateral do para-choque traseiro, dedicados ao sistema que tem a missão de avisar o motorista sobre a presença de veículos em movimento que não estejam visíveis nos retrovisores externos ou internos.

Continua após a publicidade
  • É apenas em situações de ultrapassagens ou trocas de faixas, após o motorista acionar a seta, que as luzes do alerta devem piscar.

    Onix Plus vermelho do longa duração

    Recorremos ao manual do proprietário, onde a Chevrolet esclarece que o alerta de pontos cegos só funciona entre os 10 e 140 km/h e detecta objetos de altura entre 0,5 e 2 metros aproximadamente em um raio de 3 metros. Até aí tudo bem.

    O guia também esclarece que o sistema não funciona corretamente sob chuva forte e que foi projetado para não dar alertas para grades de proteção, postes, calçadas, paredes, vigas e veículos parados na lateral.

    Na rodovia onde Igor pegou chuva não havia mureta, mas a fabricante faz a ressalva que o sistema não funciona corretamente quando chove. Mas é um tanto assustador tentar decifrar o que é que os sensores do Onix estão, de fato, captando dos dois lados para acender as luzes quando não chove, não há carros ao redor e a mureta está apenas do lado esquerdo. Talvez os sensores laterais também garantam ao Chevrolet um sexto sentido que tenta nos resguardar de outras coisas.

    Chevrolet Onix Plus – 47.039 km

    Ficha técnica:
    Versão: Premier 1.0 12V Turbo
    Motor: 3 cilindros, dianteiro, transversal, 999 cm3, 12V, turbo, 116/116 cv a 5.500 rpm, 16,8/16,3 mkgf
    a 2.000 rpm
    Câmbio: Automático, 6 marchas, tração dianteira
    Seguro: R$ 1.112 (Perfil Quatro Rodas)
    Revisões: Até 60.000 km – R$ 3.248
    Gasto no mês: Combustível: R$ 1.424
    Consumo: No mês: 13,7 km/l com 13,3% de rodagem na cidade
    Desde dez/19: 13,3 km/l com 29,3% de rodagem na cidade
    Combustível: Flex (gasolina)

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Continua após a publicidade
    Publicidade