Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Longa Duração: seria o Chevrolet Onix Plus um esportivo reprimido?

Se depender de suspensão, desempenho e dinâmica, o Chevrolet Onix Plus é melhor que muito carro dito esportivo. Mas isso tem seu preço

Por Henrique Rodriguez 12 jul 2021, 00h45
Onix Longa Duração
Chevrolet Onix Plus em São Roque (SP): sedã não vai bem em pisos ruins Eduardo Campilongo/Quatro Rodas

As fabricantes gostam de forçar esportividade em seus carros, mas, na prática, não são os para-choques diferentes, os grandes aerofólios ou as rodas maiores e pintadas de preto que fazem a diferença. Nosso Chevrolet Onix Plus não tem nada disso e oferece alguma esportividade. Seja para o bem, seja para o mal.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90 

O baixo peso (1.117 kg) explica o baixo consumo, mas também é o grande segredo da sua agilidade (0 a 100 km/h em 10,5 s no primeiro teste). As prontas respostas do motor e a facilidade com que ele impulsiona o carro é algo que se sobressai bastante frente aos outros carros da frota e também aos outros que dirigimos no dia a dia. Mas não custa lembrar: um barulho metálico que vem do turbo ainda insiste em invadir a cabine e tirar o nosso sossego.

  • Aquilo de deixar a suspensão firme, para conter a inclinação da carroceria e melhorar o desempenho em curvas, também não é necessário.

    Elogios para a estabilidade do Onix Plus na estrada e especialmente em trechos mais sinuosos (também por ter direção com respostas rápidas) são constantes. Mas não é sempre que a suspensão agrada.

    O ônus de tudo isso também é vivido por esportivos: o desconforto em paralelepípedo, cascalho ou em vias com asfalto malcuidado, tão comuns no Brasil. O Onix Plus é um sedã compacto, um carro essencialmente familiar, e o comportamento irrepreensível em curvas não compensa a reclamação dos passageiros chacoalhando (ou o barulho das compras se espalhando no porta-malas, pois não há ganchos para prender as sacolas).

    Fato é que o Chevrolet Onix Plus vem se tornando ruidoso e isso pode estar relacionado a todo esse agito do carro. “Um barulho que parece estar atrás do volante ou na coluna de direção não é exatamente novo, mas está mais alto e acontece sempre que o carro está em movimento.

    A novidade, para mim, é um barulho na porta do motorista que parece ser de componentes do vidro elétrico um pouco soltos”, relatou o piloto de testes Leonardo Barboza. Também há “grilos” na região do banco traseiro e do porta-malas.

    Chevrolet Onix Plus – 52.698 km

    Ficha técnica:
    Versão: Premier 1.0 12V Turbo
    Motor: 3 cilindros, dianteiro, transversal, 999 cm3, 12V, turbo, 116/116 cv a 5.500 rpm, 16,8/16,3 mkgf
    a 2.000 rpm
    Câmbio: Automático, 6 marchas, tração dianteira
    Seguro: R$ 1.112 (Perfil Quatro Rodas)
    Revisões: Até 60.000 km – R$ 3.248
    Gasto no mês: R$ 1.154
    Consumo: No mês: 12,3 km/l com 14,9% de rodagem na cidade
    Desde dez/19: 13,4 km/l com 27,9% de rodagem na cidade
    Combustível: Flex (gasolina)

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital

    Continua após a publicidade
    Publicidade