Clique e assine por apenas 8,90/mês

Longa Duração: Creta chega aos 20.000 km e vai para a revisão

Do agendamento à retirada com excelência de atendimento e serviço. E o melhor tudo com preço justo

Por Péricles Malheiros - 4 out 2017, 18h57
Após revisão, viagem pelo interior de São Paulo
Após revisão, viagem pelo interior de São Paulo Vitor Matsubara/Quatro Rodas

Na edição 2016 da pesquisa Os Eleitos, de QUATRO RODAS, a rede Hyundai foi a mais bem avaliada, superando até mesmo as até então imbatíveis Toyota e Honda.

Agora, aos 20.000 km, pudemos comprovar na prática aquilo que outros donos de Hyundai já diziam. Assim como ocorreu na primeira revisão, tudo funcionou perfeitamente.

“Achei o atendimento mais rápido e cordial do que na Toyota, como vimos na época em que tivemos Etios e Corolla na nossa frota. Agora, é esperar pra ver se a qualidade do serviço vai ser igual”, disse o piloto de testes Eduardo Campilongo, que cuidou da segunda revisão do Creta, ao finalizar o telefonema que fez para a concessionária Sinal.

Na data combinada, nosso Creta não precisou de mais que três horas em serviço. E tudo foi feito a contento, inclusive a verificação de um barulho na tampa traseira, bem menos acentuado do que o notado logo que retiramos o carro zero-quilômetro, mas ainda assim incômodo.

“Não era nada grave, bastou um ajuste dos batentes da peça e uma lubrificação do sistema destravamento”, disse o técnico da Sinal.

Continua após a publicidade

O plano de revisões do Creta tem muitos pontos positivos: a lista no site da Hyundai inclui sugestão de preço de lavagem (R$ 18) e de alinhamento, balanceamento e rodízio (R$ 165), algo inédito em nosso mercado.

Mas há alguns procedimentos questionáveis, como a troca do filtro de cabine a cada 20.000 km e de ar do motor a cada 40.000 km. Nossa experiência no Longa Duração mostra que o ideal seria a substituição de ambos a cada 10.000 km.

Revisado, o Creta já voltou à ativa. Após rodar 1.650 km, Luiz Carlos de Andrade Junior, da área de suprimentos da Editora Abril, disse: “Gostei dele, sobretudo na estrada. Mas encerrei minha experiência sem me entender com a porta do motorista, muito difícil de fechar”.

Hyundai Creta –  20.026 km

Consumo

  • No mês: 8,9 km/l com 19,1% de rodagem na cidade
  • Desde jun/17: 9,1 km/l com 23,2% de rodagem na cidade
  • Combustível: flex (gasolina)

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 3.636
  • Revisão: R$ 506
  • Alinhamento: R$ 165

Ficha técnica

  • Versão: Prestige 2.0 16V
  • Motor: 4 cilindros, dianteiro, transv., 1.999 cm3, 16V, 166/156 v a 5.600 rpm, 20,5/19,1 mkgf a 4.700 rpm
  • Câmbio: automático, 6 marchas
  • Combustível: flex (gasolina)
Continua após a publicidade
Publicidade