Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Longa Duração: Creta teve dois pneus furados em uma viagem

Depois de uma viagem entre a capital paulista e a turística cidade de Campos do Jordão (SP), Creta sofre com furo em dois pneus

Por Péricles Malheiros 31 out 2017, 12h59
Hyundai em visita a Campos do Jordão – SP Alexandre Battibugli/Quatro Rodas

Rodar com os pneus com a calibragem correta é importantíssimo, pois somente com a pressão adequada o carro oferece o máximo em performance, economia e, principalmente, segurança.

No caso do Creta, o indicador de pressão dos pneus é um grande aliado. “Estranhei o fato de o painel mostrar apenas 24 libras nos traseiros, quando o correto são 33 libras. Ajustei a pressão, mas três dias depois estavam novamente com 24 libras”, conta o editor responsável pelo Longa, Péricles Malheiros.

Ele próprio levou o Creta para a borracharia Roque Petroni, onde o técnico César Amorin confirmou o furo nos pneus traseiros, fez o conserto (R$ 50 cada pneu) e, de quebra, deu dicas importantes, como mostra o quadro abaixo.

Como se repara um pneu

1. Emergir o pneu na água para achar o furo é truque antigo. O segredo está em examinar o pneu todo. “Não é raro ter mais de um prego em um mesmo pneu”, diz o técnico.

Reparar o pneu completo é o passo um do processo Péricles Malheiros/Quatro Rodas

2. Localizado o furo, é preciso marcar o ponto exato por fora (e depois por dentro).

O passo 2 é a marcação do pneu Péricles Malheiros/Quatro Rodas
Continua após a publicidade

3. O reparo pede lixamento ao redor do furo, aplicação de cola e uma membrana de borracha, o manchão.

Depois vem o manchão Péricles Malheiros/Quatro Rodas

4. Carros com sensor de pressão nas rodas pedem cuidado extra: “Evito colocar a espátula perto da válvula para evitar danos”.

Nosso Creta tem sensor de pressão Péricles Malheiros/Quatro Rodas

5. “Eu sempre marco o pneu no ponto alinhado à válvula da roda, o que possibilita a remontagem na mesma posição, preservando o balanceamento.”

O último passo é posicionar o pneu de forma que não prejudique o balanceamento Péricles Malheiros/Quatro Rodas

Creta – 23.885 km

Consumo

  • No mês: 9,2 km/l com 17,6% de rodagem na cidade
  • Desde jun/17: 9,1 km/l com 22,3% de rodagem na cidade
  • Combustível: flex (gasolina)

Gastos no mês

  • Combustível: R$ 1.635
  • Borracharia: R$ 100

Ficha técnica

  • Versão: Prestige 2.0 16V
  • Motor: 4 cilindros, dianteiro, transv., 1.999 cm³, 16V, 166/156 cv a 5.600 rpm, 20,5/19,1 mkgf a 4.700 rpm
  • Câmbio: automático, 6 marchas
  • Combustível: flex (gasolina)
Continua após a publicidade

Publicidade