Clique e assine por apenas 8,90/mês

Longa Duração: como se saiu a Citroën na primeira revisão do C4 Cactus

Aos 10.000 km, SUV passa pela primeira parada programada. E a primeira não programada também, já que teve que voltar para refazer um dos serviços

Por Péricles Malheiros - Atualizado em 27 nov 2019, 12h03 - Publicado em 4 set 2019, 07h00
Quadro de instrumentos foi trocado e agora o consumo é indicado apenas na unidade l/100 km Fernando Pires/Quatro Rodas

Automóveis da Peugeot e Citroën sofrem até hoje com a má fama de terem um péssimo e caro serviço de pós-venda, um mal que vem lá dos anos 1990 e 2000.

É verdade que a vida após a compra do Citroën C4 Lounge e do Peugeot 208 foi mais tranquila do que ao lado dos veteranos C4 Pallas e Peugeot 3008, mas também é certo dizer que ainda havia muito o que melhorar.

Ao atingir os 10.000 km, nosso C4 Cactus visitou a rede para a primeira revisão. Chegou a hora de ver se a evolução continuou.

Na tela da central multimídia o consumo de combustível segue normal, apresentado em km/l Fernando Pires/Quatro Rodas

Deixamos na concessionária Le Mans quatro pedidos de verificação: ruído na traseira, bolha no display do quadro de instrumentos, sumiço da confirmação sonora dos piscas e dificuldade de detecção da chave presencial.

Continua após a publicidade

A revisão foi feita a contento e eliminaram o ruído e o mau funcionamento do pisca e da chave. Deram até um desconto de R$ 25 – de R$ 422 saiu por R$ 397 –, mas o painel ficou para depois.

“Vamos trocar a peça. Já solicitei à fábrica. Ligamos assim que chegar”, disse o técnico da Le Mans.

Na verificação pós-revisão, a confirmação do bom serviço: “Óleo novo e no nível correto e rodízio aplicado corretamente”, disse nosso consultor técnico, Fabio Fukuda.

Em cinco dias, o barulho na traseira voltou e a concessionária ligou para avisar que a peça havia chegado. Deixado na Le Mans por mais dois dias, tudo resolvido. Apesar de precisar de uma segunda chance, até aqui, a rede mandou bem. Porém…

Continua após a publicidade

“Tudo está funcionando perfeitamente, só que o painel não está permitindo alternar a unidade de medida de consumo. Está fixo em l/100 km. O problema é que a atualização de software para ele voltar a informar em km/l ainda não foi disponibilizada pela fábrica”, disse o técnico.

Na central, felizmente, o consumo segue apresentado em km/l.

Citroën C4 Cactus – 10.828 km

Consumo
No mês: 9,7 km/l com 69,5% de rodagem na cidade
Desde abr/19: 10,4 km/l com 39,2% de rodagem na cidade
Combustível: (flex) gasolina

Gastos no mês
Combustível: R$ 719
Revisão: R$ 397
Alinhamento: R$ 168
Filtro de cabine: R$ 52

Revisões
Até 60.000 km: R$ 3.738

Ficha Técnica
Versão: Feel Pack 1.6 16V
Motor: 4 cilindros, dianteiro, transversal, 1.587 cm3, 16V, 118/115 cv a 5.750 rpm, 16,1/16,1 mkgf a 4.750/4.000 rpm
Câmbio: automático, 6 marchas, tração dianteira

Seguro
R$ 1.640

Publicidade