Clique e assine com até 75% de desconto

Impressões ao dirigir: Alfa Romeo Stelvio, volta por cima

Para reviver seus tempos de glória, a Alfa Romeo ataca no segmento de SUVs com o Stelvio. Belo e potente, o modelo veio para desbancar os rivais alemães

Por Joaquim Oliveira, de Balocco (Itália) 10 jul 2017, 13h29
Tradição: o cuore sportivo no centro foi preservado
Tradição: o cuore sportivo no centro foi preservado Divulgação/Alfa Romeo

Os pontos em comum entre o sedã Giulia e o SUV Stelvio – primeiro utilitário esportivo da história da Alfa Romeo – vão muito além da plataforma e dos motores.

Juntos, eles têm a missão de devolver à marca o status perdido ao longo das últimas duas décadas. A FCA não esconde de ninguém: quer que o mundo veja novamente a Alfa com a aura de uma marca realmente diferenciada e exclusiva.

No Brasil, o Alfa 164 foi o último a desfilar oficialmente. Nos anos 80, um Alfa 2300 custava quase o mesmo que dois Santana.

Com 4,69 metros de comprimento, 1,90 largura e 1,67 de altura, o utilitário esportivo italiano tem porte similar ao de um Hyundai Santa Fe.

Para-lamas abaulados conferem ar musculoso
Para-lamas abaulados conferem ar musculoso divulgação/Alfa Romeo

Ou seja, por mais que sua musculosa carroceria repleta de volumes bem definidos indiquem um tamanho avantajado, o SUV da Alfa é tão compacto quanto um Porsche Macan.

Opcionalmente, a tampa do porta-malas conta com um sistema de movimentação remoto e a abertura pode ser regulada em oito posições – um equipamento providencial para estacionar em garagens com teto baixo.

Com volume interno de 525 litros (25 litros a menos que um BMW X3 e Mercedes-Benz GLC e 25 litros a mais do que um Porsche Macan), o porta-malas do Stelvio tem formato regular, o que permite bom aproveitamento do espaço.

Para-lamas abaulados conferem ar musculoso
Para-lamas abaulados conferem ar musculoso Divulgação/Alfa Romeo

Ao adotar um sistema de tela retrátil, em vez de tampão, é preciso recolher o tecido manualmente sempre que precisar acessar o compartimento.

A oferta de espaço interno é generosa em comprimento e aceitável em largura, pois o enorme túnel central no piso desconvida um terceiro passageiro a ocupar o banco traseiro.

Há dois comandos rotativos entre os bancos da frente. O primeiro altera os principais parâmetros de condução, com ação sobre motor, direção, freio e controle de estabilidade.

O segundo opera o sistema multimídia e o visor digital em meio aos dois mostradores analógicos, no painel – a tela central também é comandada pelo seletor do console.

Continua após a publicidade
Desenho retrô das pedaleiras dá o toque de nostalgia
Desenho retrô das pedaleiras dá o toque de nostalgia Divulgação/Alfa Romeo

PILOTO ALINHADO

À frente do motorista se destaca o belo e pequeno volante multifuncional, com direito a ostentar, inclusive, o botão de partida do motor.

O alinhamento do conjunto banco, volante e pedais se assemelha ao encontrado no Giulia, o que é uma ótima notícia, uma vez que proporciona conforto e esportividade.

Para o lançamento do Stelvio, a Alfa Romeo preparou uma versão completa, com telas grandes, banco com ajuste elétrico, borboletas no volante, apliques de madeira, rodas aro 20, faróis de xenônio, iluminação junto aos puxadores das portas e frisos cromados na carroceria.

Resumidamente, o novo modelo pode ser definido como um SUV com comportamento de sedã esportivo: ataca as curvas com precisão notável, rola pouco durante o contorno e mostra uma neutralidade geral capaz de fazer com que até o mais cético dos pilotos reformule seus conceitos sobre utilitários esportivos.

A direção (muito mais direta do que a de qualquer um de seus rivais) tem uma boa dose da responsabilidade na agilidade de reações. A suspensão, com triângulos sobrepostos na dianteira e multilink na traseira, absorve com competência as irregularidades.

O destaque maior vai para o câmbio automático de oito marchas, rápido na tocada esportiva, suave durante um passeio. O modelo avaliado, com tração integral, conta ainda com um diferencial traseiro autoblocante para puxar o veículo para dentro nas curvas mais fechadas.

De novo: o nível de competência do Stelvio nas curvas é alucinante.

Muito mais do que um nome em homenagem ao local de uma sinuosa (e convidativa) estrada encravada em uma montanha com belas paisagens nos Alpes da Itália, Stelvio, para a Alfa Romeo, é a chance de um retorno em grande estilo.

O SUV da Alfa é tão compacto quanto um Porsche Macan
O SUV da Alfa é tão compacto quanto um Porsche Macan Dilvulgação/Alfa Romeo

Renascer para o mundo brigando em pé de igualdade com os alemães justamente no segmento mais efervescente e promissor, então, é de fazer qualquer cuore sportivo bater mais acelerado.

Veredicto

Com pegada e linhas esportivas, o Stelvio tem tudo para fazer a Alfa Romeo brilhar novamente.

Ficha técnica – Alfa Romeo Stelvio

  • Preço: 62.000 de euros (estimado)
  • Motor: gas., diant., transv., 4 cil., 1.995 cm3, 16V, turbo, 280 cv a 5.250 rpm, 40,8 mkgf a 2.250
  • Câmbio: automático, 8 marchas, tração integral
  • Suspensão: triângulos sobrepostos (diant.); multilink (tras.)
  • Freios: discos ventilados
  • Direção: elétrica
  • Pneus: 255/45 R20
  • Dimensões: compr., 468,7 cm; larg., 190,3 cm; alt., 167,1 cm; entre-eixos, 281,8 cm; peso, 1.735 kg; porta-malas, 525 l
  • Desempenho: 0 a 100 km/h, 5,7 s; vel. máx. 230 km/h
  • Continua após a publicidade
    Publicidade