Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

A seus postos

Por Redação 5 jul 2012, 20h55


Apetite exagerado: beberrão, o Duster é o campeão em paradas para reabastecimento

Por Péricles Malheiros

Todos os carros da frota de Longa Duração carregam um diário de bordo cujas informações de rodagem devem ser anotadas pelos usuários que se revezam ao volante. No Duster, as páginas destinadas aos apontamentos referentes ao abastecimento estão sendo consumidas na mesma velocidade com que o etanol do tanque é devorado pelo motor.

Os números de consumo do Renault são piores que os do Cruze, que tem motor maior (1.8) e câmbio automático. Desde que iniciaram sua jornada na seção Longa Duração, Duster e Cruze apresentam a mesma média de consumo de etanol, 6,9 km/l. A comparação fica ainda pior para o Duster quando se leva em conta que o Cruze é mais pesado (1 424 ante 1 258 kg) e rodou mais na cidade que o rival (31,1% da quilometragem total, ante 18,7%).

Quem provou o Duster na estrada reclamou. “Com o ar-condicionado desligado, mantive a velocidade entre 100 e 120 km/h. Mesmo assim, a página do computador de bordo que exibe o consumo médio ficou entre 6,7 e 6,8 km/l com etanol. Tempos atrás fiz o mesmo com o Versa e seu computador indicou 13,8 km/l”, disse o revisor de texto Renato Bacci. Além de mais leve (1 069 kg), o Versa tem motor de concepção mais moderna e um câmbio com relação de quinta marcha que diminui a rotação e, consequentemente, o consumo de combustível. A 100 km/h, o conta-giros do Versa aponta 2 900 rpm, enquanto o do Duster registra 3 100 rpm. O consumo elevado será uma de nossas reclamações ao deixar o carro para a primeira revisão, de 10 000 km.

Também aproveitaremos para registrar as queixas de outros motoristas que se revezaram ao volante do SUV, como o ruído aerodinâmico na porta do motorista e o da movimentação do combustível dentro do tanque. Solicitaremos ainda uma verificação do alinhamento das portas, cujo fechamento é muito difícil, principalmente com os vidros das janelas levantados.

Consumo
No mês (19,1% na cidade) – Etanol 6,8 km/l
Desde abril/12 (18,7% na cidade) – Etanol 6,9 km/l

Principais ocorrências
14 km Carro entregue com pequenas trincas na pintura do para-lama dianteiro direito
8 195 km Ruído de movimentação do combustível dentro do tanque

O Duster carece de um sistema que abaixa os vidros para facilitar o fechamento das portas (esq.). Dependendo da posição, o banco do motorista apresenta um incômodo jogo (dir.)

Continua após a publicidade

Publicidade