Clique e Assine QAUTRO RODAS por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

VW Polo 2023 terá faróis full-led de série para economizar combustível

Novos faróis full-led têm o mesmo design do Polo europeu e prometem redução no consumo de combustível a longo prazo

Por Henrique Rodriguez Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
9 ago 2022, 00h46

A Volkswagen já começou a pavimentar o caminho para o lançamento do Polo 2023 antes que o ano acabe, mostrando justamente um dos principais destaques da reestilização do compacto: os faróis. Eles serão do tipo full-led desde a versão de entrada (algo que, convenhamos, está se tornando comum em seu segmento) e têm o mesmo formato usado no novo Polo europeu.

Quem realmente poderá comemorar essa semelhança será o Polo GTS 2023: seus faróis serão exatamente os mesmos do Polo GTI europeu, os IQ.Light com leds matriciais e luzes diurnas de leds compondo uma assinatura na base da peça, que será importada da Espanha. Estes faróis podem apagar seções do facho alto para não ofuscar outros veículos, por exemplo.

Volkswagen Polo 2023
Farol IQ.Light do Polo GTS 2023 (Divulgação/Volkswagen)

Fica a esperança por uma barra iluminada na base da grade, à moda do Taos, interligando os faróis. Mas o silêncio da VW quanto ao Virtus GTS pode sinalizar o fim do sedã esportivo. É uma má notícia para quem via nele uma alternativa ao Jetta 1.4 TSI. Por sinal, não são muitos.

Continua após a publicidade
Compartilhe essa matéria via:

Os faróis full-led das demais versões, todas com variações do motor três-cilindros 1.0, são nacionais, fabricados pela Arteb. O mais curioso é que, apesar de ter leds para setas, facho alto e facho baixo, as luzes diurnas de leds (DRL) são representadas pela luz de posição, passando a emitir mais luz. Ou seja: desta vez o Polo tem DRL de série e integrada aos faróis, mas continuará sem assinatura de leds nas versões mais acessíveis.

Volkswagen Polo 2023
(Divulgação/Volkswagen)

A Volkswagen não falou das lanternas, que manterão o mesmo formato do Polo atual.

Continua após a publicidade

Se há vantagens nessa troca? Muitas. 

A engenharia da Volkswagen projeta uma vida útil até 25 vezes maior para os leds na comparação com as lâmpadas halógenas convencionais. Se nada der errado, cobrirá praticamente toda a vida útil projetada para o carro.

Os faróis de led também iluminam mais e mais longe. Os antigos faróis do Polo emitiam 450 lumens e eram capazes de iluminar 70 metros à frente. Os novos faróis full-led dos Polo 2023 emitem 700 lumens e seu facho alcança 130 metros à frete. Os IQ.Light do novo Polo GTS consegue iluminar até 170 metros adiante com os mesmos 700 lumens, graças ao projeto com seções de leds por trás de projetores elípticos.

Volkswagen Polo 2023
(Divulgação/Volkswagen)

Essa é outra diferença importante: nos full-led convencionais os módulos de iluminação ficam na parte superior e são refletidos pelos projetores imediatamente abaixo.

Há, ainda, uma economia a longo prazo. Leds esquentam menos e usam menos energia para gerar mais luz que as lâmpadas halógenas convencionais, demandando até 95% menos energia do sistema elétrico do carro. De acordo com a Volkswagen, isso implica em uma redução de consumo na ordem de 3% ao longo de um ano.

Onde o custo aumenta

No caso de um farol convencional, o custo das lâmpadas halógenas não representa mais que 8% de todo o conjunto. No caso dos faróis de led, os módulos de iluminação chegam a representar 70% do custo. São bem mais caros.

Continua após a publicidade

Os faróis matriciais ainda demandam processadores e sinal de câmera posicionada no para-brisas, é caríssimo. Para carros de luxo (e nem para eles é algo normal) um farol pode custar algumas dezenas de milhares de reais. Ter seguro é fundamental.

Faróis full led do Volkswagen Polo 2023
(Henrique Rodriguez/Quatro Rodas)

Mas o pior pode acontecer: e se queimar?

Melhor que aconteça ainda em garantia. Mas a solução nem sempre implica na troca do farol completo. Os faróis full-led mais simples, é possível trocar apenas o módulo de leds com defeito.

Continua após a publicidade

Os faróis IQ.Light, embora sejam blindados, já têm preparação para serem abertos e receber um novo módulo como reparo, que seria fixado em furações que já estão previstas na carcaça. Só não dá para consertar a assinatura de led, caso queime.

Motor 170 TSI mais potente

Dados oficiais vazados anteriormente comprovam, ainda, o lançamento do Polo 170 TSI, com motor 1.0 12V TSI em configuração de 116 cv com etanol e 109 cv com gasolina. É o mesmo motor do Up TSI, com direito ao mesmo torque: 16,8 kgfm com os dois combustíveis. No Polo, terá apenas câmbio manual de cinco marchas. O Virtus 2023, porém, terá câmbio automático de seis marchas.

volkswagen-polo-2023-1
(Motor 1/Reprodução)

O consumo de ambos já é conhecido. O Polo 170 TSI faz 9,6 km/l na cidade e 11,6 km/litro na estrada, quando abastecido com etanol. Usando gasolina, melhora para 13,8 km/l e 16,5 km/l.

Continua após a publicidade

Virtus TSI manual já teve os dados de consumo divulgados pelo Inmetro: com etanol, são 9,6 km/l (cidade) e 11,4 km/l (estrada); a gasolina, o conjunto rende 13,8 km/l (cidade) e 16,3 km/l (estrada).

volkswagen-polo-2023-1
(Motor 1/Reprodução)

Versões Comfortline e Highline, porém, seguirão com o motor 1.0 TSI com até 128 cv e 20,4 kgfm, sempre com o câmbio automático de 6 marchas. O 1.4 turbo de 150 cv e 25,5 kgfm agora será restrito ao Polo GTS.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Quatro Rodas impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.