Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês

Volvo S90 resgata nome antigo mas afirma novo posicionamento

Novo sedã de luxo capricha no design e incorpora sistemas de segurança como direção semi-autônoma

Por Guilherme Fontana Atualizado em 9 nov 2016, 14h45 - Publicado em 2 dez 2015, 16h02
fabricantes

Segundo modelo a adotar a nova filosofia da Volvo após o novo XC90, o S90 foi apresentado oficialmente após ter seu desenho vazado por fotos de miniaturas. Sua primeira aparição pública, porém, será no próximo mês de janeiro durante o Salão de Detroit. Ainda em 2016 ou, no mais tardar no início de 2017, o sedã deverá fazer seu desembarque no Brasil.

170100_high_front_volvo_s90_mussel_blue.jpeg

O S90 resgata o nome de um luxuoso sedã da década de 1990 e representa um distanciamento do até então S80, seu antecessor, apontando para um nível maior de luxo e tecnologia. Externamente, o modelo tem visual limpo e inspiração nos últimos conceitos da Volvo, assim como o XC90. Os faróis full-led têm iluminação que formam a letra “T” deitada, enquanto as lanternas lembram uma letra “C”, formato que foge ao tradicional nos sedãs.

170088_rear_quarter_volvo_s90_mussel_blue_2.jpeg

O interior também segue o do SUV topo de linha da marca. Grande parte dos botões físicos foram substituídos por uma grande tela central sensível ao toque (ou seria um tablet?), como os comandos do ar-condicionado. Honrando a boa fama da Volvo, o S90 estreia importantes tecnologias voltadas à segurança.

170101_interior_blond_volvo_s90.jpeg 170142_interior_rear_seats_volvo_s90.jpeg

A principal delas, batizada de Pilot Assist, permite que o motorista abra mão da direção em velocidades de até 130 km/h. O sistema semi-autônomo guia o veículo através de uma câmera que visualiza as faixas das ruas. Além disso, outro sistema ativa o freio automaticamente ao detectar objetos, pessoas ou animais grandes à frente, tanto durante o dia, quanto durante a noite.

volvo-s90-pilot-assist.jpeg

Detalhes técnicos ainda permanecem em segredo, mas os motores certamente serão da nova e revolucionária família VEA, que deve oferecer 14 variações utilizando o mesmo bloco, incluindo um 2.0 turbo e um conjunto híbrido plug-in para a versão topo de linha.

LEIA MAIS:

– Teste: Volvo XC90

– Impressões: novo BMW série 7

– Teste: Mercedes-Benz S 63 AMG Coupé

Continua após a publicidade
Publicidade