Clique e assine por apenas 8,90/mês

Vídeo: 5 coisas que amamos e 5 que incomodaram no Renault Duster 2021

Rodamos com o SUV compacto por 30 dias e destacamos o que há de bom e o que ainda pode melhorar no Duster 2021

Por Henrique Rodriguez - 14 Maio 2020, 18h47

O grande desafio da linha 2021 do Renault Duster foi se tornar um carro mais atraente, mas sem ganhar uma nova geração.

Quer ter acesso a todos os conteúdos exclusivos de Quatro Rodas? Clique aqui e assine com 64% de desconto

A fabricante levou o desafio a sério. A estrutura é, basicamente, a mesma. Mas toda a lataria mudou, o interior está completamente diferente e houve uma série de alterações alterações técnicas.

Continua após a publicidade
Fernando Pires/Quatro Rodas

O motor 1.6 agora tem sistema start-stop para economizar combustível em paradas, a direção passou a ser elétrica e contar com ajuste de profundidade e a nova central multimídia, além de estar em posição melhor no painel, é mais rápida e completa.

Além disso, a versão topo de linha do SUV compacto tem uma série de equipamentos inéditos, como ar-condicionado digital, alerta de pontos cegos, chave presencial e câmeras de visão periférica.

Todas as peças de estamparia do Duster foram trocadas Fernando Pires/Quatro Rodas

Após 30 dias com o modelo, destacamos em vídeo cinco pontos positivos e cinco pontos negativos do Duster na comparação com seus concorrentes no segmento de SUVs compactos.

Dê o play e não deixe de comentar, increver-se no canal e ativar o sininho para receber notificações de nossos próximos vídeos!

Continua após a publicidade

Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da edição de maio da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

Publicidade